Segunda-feira, 22 de setembro de 2014
:
IMPRENSA

Agência UDOP de Notícias

Editorias

Galerias

Mídias Sociais

RSS

TV UDOP

Apoio Cultural

Contatos

Home > ÚLTIMAS NOTÍCIAS Diminuir a letra Aumentar a letra
Queda no preço deixa energia solar cada vez mais próxima dos leilões  

22/04/13 - A participação da energia solar nos leilões de energia dá sinais que está cada vez mais próxima. Tanto a Empresa de Pesquisa Energética quanto o Ministério das Minas Energia sinalizam que o preço da fonte está caindo e que o momento está próximo. Mas apesar dos sinais favoráveis, cautela para lançar a fonte é a palavra de ordem. Qualquer ação precipitada pode ser fatal na busca de um preço mais competitivo para a fonte solar no seu primeiro certame.

José Carlos de Miranda Farias, diretor da EPE, e Altino Ventura, secretário de desenvolvimento energético do MME, participaram do PE Business Wind, realizado na última quinta-feira, 18 de abril, em Olinda (PE).

De acordo com José Carlos de Miranda Farias, diretor da EPE, empreendedores tem visitado a empresa e mostrado projetos com preços menores, o que confirma a tendência mundial de queda do preço. "A EPE já recebeu projetos solares de R$ 160 por MWh", comenta. Segundo Miranda, lançar a fonte em um leilão agora poderia ser motivo de arrependimento no futuro, já que o preço poderia cair ainda mais em poucos anos.

A diversificada matriz energética brasileira também tira a pressa no lançamento da fonte. "Não estamos em situação de emergência. A EPE está acompanhando e fazendo estudos para que a fonte entre em grande quantidade", explica o diretor.

Segundo Altino Ventura, o MME vem recebendo estudos de fabricantes e agentes internacionais sobre preço. Ele teve acesso a um estudo da PSR sobre os custos da fonte solar no país. O estudo concluiu que os preços chegariam em uma faixa de R$ 140/MWh a R$ 160/MWh, mas apenas em 2018. A sugestão da consultoria foi o governo colocar a fonte em um leilão A-5 este ano a R$ 160/MWh, para que em 2018 a base de preço negociada não estivesse defasada.

Apesar de colocar a proposta em análise pelo Ministério, Ventura nega a inserção da fonte em certames desse ano, justificando que o modelo da fonte é o A-3 pelo seu tempo menor de implantação e que o estudo é apenas uma sugestão. Ele também defende que a fonte não estaria preparada e que a energia solar terá o deslanche no seu momento adequado. "A fonte solar vai chegar lá. O MME não quer lançar a alternativa e depois não se sustentar", observa.


19/04/13
Pedro Aurélio Teixeira

Fonte: CanalEnergia



Notícias Relacionadas:
 19/09 - Unica rebate BrasilAgro sobre revisão da política energética nos EUA
 18/09 - MPF sugere fim de licenças ambientais de PCHs no MS
 18/09 - EPE: Nunca se pensou em licitar Tapajós sem licença
 18/09 - Bandeira tarifária terá início em 2015
 17/09 - Energia seria até 90% mais cara sem cotas de concessões renovadas, diz governo federal
 17/09 - Governo revoga portaria que havia marcado leilão da usina São Luiz do Tapajós para 15/12
 16/09 - Seca prejudica estaleiros na hidrovia Tietê-Paraná em Araçatuba, SP
 16/09 - Secretário-geral da Opep projeta meta menor de produção em 2015; petróleo sobe
 15/09 - O sujo que continua vencendo
 15/09 - Leilão de energia em novembro vira tábua de salvação do setor
 15/09 - Energia no próximo governo federal
 11/09 - Boom do petróleo nos EUA começa afastar óleo saudita da América do Norte
 11/09 - Herança indigesta na energia
 10/09 - Energia - mais essa agora?
 09/09 - Incra adia análise de impactos da usina Santo Antônio
 22/09 - Índia planeja construção de 25 parques de energia solar
 15/09 - Maior usina solar do país atinge 85% de geração em um mês de operação
 12/09 - Governo e setor elétrico conversam sobre ampliação da cogeração de energia
 11/09 - Boom japonês de energia solar ajuda a China
 08/09 - BNDES financiará escala na energia solar
 05/09 - Japão construirá maior central solar flutuante do mundo
 05/09 - Eduardo Jorge propõe maior investimento em energia solar
 03/09 - Maior usina de energia solar
 03/09 - Para Aneel, adiamento de leilão deve permitir participação de mais concorrentes
 29/08 - Crescimento das fontes renováveis deve desacelerar até 2020, aponta IEA
 28/08 - Marina defende a recuperação do setor de etanol
 26/08 - CEEE inaugura posto solar para veículos elétricos
 19/08 - Humanidade entra no ´cheque especial´ do meio ambiente, diz ONG
 13/08 - Vencedores do leilão de geração de energia solar terão linha financeira do BNDES
 01/08 - Consumo de eletricidade pela indústria brasileira cai 4,9% em junho
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Editorias
• Galerias
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/