Quarta-feira, 28 de janeiro de 2015
:
IMPRENSA

Agência UDOP de Notícias

Editorias

Galerias

Mídias Sociais

RSS

TV UDOP

Apoio Cultural

Contatos

Home > ÚLTIMAS NOTÍCIAS Diminuir a letra Aumentar a letra
Queda no preço deixa energia solar cada vez mais próxima dos leilões  

22/04/13 - A participação da energia solar nos leilões de energia dá sinais que está cada vez mais próxima. Tanto a Empresa de Pesquisa Energética quanto o Ministério das Minas Energia sinalizam que o preço da fonte está caindo e que o momento está próximo. Mas apesar dos sinais favoráveis, cautela para lançar a fonte é a palavra de ordem. Qualquer ação precipitada pode ser fatal na busca de um preço mais competitivo para a fonte solar no seu primeiro certame.

José Carlos de Miranda Farias, diretor da EPE, e Altino Ventura, secretário de desenvolvimento energético do MME, participaram do PE Business Wind, realizado na última quinta-feira, 18 de abril, em Olinda (PE).

De acordo com José Carlos de Miranda Farias, diretor da EPE, empreendedores tem visitado a empresa e mostrado projetos com preços menores, o que confirma a tendência mundial de queda do preço. "A EPE já recebeu projetos solares de R$ 160 por MWh", comenta. Segundo Miranda, lançar a fonte em um leilão agora poderia ser motivo de arrependimento no futuro, já que o preço poderia cair ainda mais em poucos anos.

A diversificada matriz energética brasileira também tira a pressa no lançamento da fonte. "Não estamos em situação de emergência. A EPE está acompanhando e fazendo estudos para que a fonte entre em grande quantidade", explica o diretor.

Segundo Altino Ventura, o MME vem recebendo estudos de fabricantes e agentes internacionais sobre preço. Ele teve acesso a um estudo da PSR sobre os custos da fonte solar no país. O estudo concluiu que os preços chegariam em uma faixa de R$ 140/MWh a R$ 160/MWh, mas apenas em 2018. A sugestão da consultoria foi o governo colocar a fonte em um leilão A-5 este ano a R$ 160/MWh, para que em 2018 a base de preço negociada não estivesse defasada.

Apesar de colocar a proposta em análise pelo Ministério, Ventura nega a inserção da fonte em certames desse ano, justificando que o modelo da fonte é o A-3 pelo seu tempo menor de implantação e que o estudo é apenas uma sugestão. Ele também defende que a fonte não estaria preparada e que a energia solar terá o deslanche no seu momento adequado. "A fonte solar vai chegar lá. O MME não quer lançar a alternativa e depois não se sustentar", observa.


19/04/13
Pedro Aurélio Teixeira

Fonte: CanalEnergia



Notícias Relacionadas:
 26/01 - Transparência e realismo na conta de luz
 23/01 - Brasil importa energia da Argentina pelo 3º dia consecutivo
 23/01 - Dados comprovam falta de energia no Brasil no dia do apagão
 22/01 - Perspectivas continuam desfavoráveis à indústria
 22/01 - Sem chuva, água das usinas só daria para um mês de consumo
 22/01 - Após apagão, Brasil importou energia da Argentina para garantir abastecimento
 19/01 - Atraso de Jirau onera distribuidoras e consumidor paga mais por energia
 19/01 - Chegou a conta da luz
 16/01 - Maior térmica a óleo do País paralisa 16 de 17 turbinas
 15/01 - Governo pode discutir alongamento de financiamento do setor elétrico com bancos
 15/01 - Ministro recomenda redução de consumo, mas nega racionamento
 13/01 - Governo reduz subsídios à energia e conta de luz terá novos aumentos
 12/01 - Leilão de transmissão de energia tem dois lotes sem lances
 12/01 - Nordeste é a nova fronteira elétrica
 13/01 - BNDES vê alta em desembolsos para eólicas e PCHs em 2015; solar só em 2016
 06/01 - Uso de energia por chuveiros cairá com mais aquecimento solar
 05/01 - Premiê da Índia eleva meta de investimento em energia solar para US$100 bilhões
 05/01 - Energia solar tem levado vantagem em relação à eólica
 18/12 - E.ON inicia operação de novas instalações eólica e solar nos EUA
 08/12 - Califórnia tenta virar seus painéis solares para o poente
 05/12 - Eletrosul quer construir usina solar experimental
 28/11 - Leilão A-5 contrata 4.979MW de capacidade instalada
 28/11 - Governo prevê realizar ao menos cinco leilões no primeiro semestre de 2015
 28/11 - Leilão vai contratar energia de hidrelétrica, termelétrica, eólica e solar
 27/11 - Geração de energia solar pode ganhar incentivos fiscais
 25/11 - Geração de energia solar pode ganhar incentivos fiscais
 24/11 - Renova participará do leilão A-5 com foco em eólicos
 24/11 - Renova Energia e SunEdison fecham acordo para joint venture em energia solar no Brasil
 14/11 - Aporte em energia destina 22% para fonte renovável
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Medalha da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Editorias
• Galerias
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/