Segunda-feira, 20 de agosto de 2018
:
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Conab diverge de estimativas de produção de soja de consultorias  

09/02/2018 - Os dados de safra da Conab (Companhia Nacional do Abastecimento) e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgados nesta quinta-feira (8), surpreendem e não seguem a tendência de alta prevista por várias consultorias.

O dado mais destoante é a previsão da safra de soja. Conab e IBGE ficaram em 111,5 milhões e 112,4 milhões de toneladas, respectivamente, enquanto algumas consultorias já preveem uma produção recorde, acima de 116 milhões de toneladas.

Outro dado importante do relatório da Conab é a correção dos estoques de passagem de milho de uma safra para outra. Previstos em 23,2 milhões de toneladas até o levantamento anterior, o órgão do governo agora estima em 18,5 milhões de toneladas os estoques de 2017/18.

A Conab começa a fazer acertos também na produção de milho. No levantamento de fevereiro, o órgão incluiu as perspectivas de área e de produção da safrinha. Os números indicam queda.

Após uma retração de 19% no período de verão, a produção de milho deverá diminuir 6% no de inverno, sempre em comparação à safra anterior. Com isso, a produção total desta safra deverá recuar para 88 milhões de toneladas, 10 milhões a menos do que na anterior.

O IBGE estima uma safra de milho ainda menor: 85,8 milhões de toneladas. A segunda safra, a chamada safrinha, deverá ficar em apenas 59,3 milhões de toneladas.

Conab e IBGE estimam uma safra total de grãos de 226 milhões de toneladas neste ano, 5,5% menos do que a anterior.

A safra 2017/18 teve um aumento de área para 61,5 milhões de hectares, mais um recorde, mas a produtividade média do país será menor. O atraso no plantio da soja em várias regiões vai postergar também a semeadura do milho, que vem a seguir. Além disso, o clima deste ano, embora bom, não está sendo tão favorável como foi o de 2017.

Na avaliação da Conab, dos nove produtos semeados na primeira safra, apenas a mamona terá um ligeiro avanço na produtividade neste ano.

Uma das principais quedas fica para a soja, cuja produtividade média recua para 3.185 quilos por hectare, 5,3% menos do que em 2017. A oleaginosa encabeça a lista dos produtos mais importantes na produção brasileira.

As diferenças de estimativa de produção da Conab e do IBGE com as consultorias ocorrem devido à previsão de produtividade. Os analistas das consultorias que percorreram as lavouras de soja no mês passado e neste início de mês acreditam em uma produtividade melhor do que se esperava antes.

O arroz, o terceiro principal produto em volume, terá uma safra de 11,6 milhões de toneladas, com queda de 6%, segundo a Conab. Soja, milho e arroz somam 211 milhões de toneladas, 94% da produção nacional de grãos.

A safra de algodão, que vem se destacando nos últimos anos, deve subir para 1,8 milhão de toneladas de pluma, 17% mais do que em 2017.

O Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) também fez estimativa da safra brasileira de soja nesta quinta-feira. O órgão elevou a produção brasileira de 2017/18 para 112 milhões de toneladas, acima dos 110 milhões previstos em janeiro.

*Texto extraído da coluna Vaivém das Commodities.

Mauro Zafalon
Fonte: Folha de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/08/18 - Focus mostra que projeção de câmbio para fim de 2018 permanece em R$ 3,70
  - IPCA para 2018 permanece em 4,15% na pesquisa Focus
  - Alta do PIB de 2018 permanece em 1,49% na pesquisa Focus
  - Vendas da 2a. safra de milho no MS atingem 40% da produção
  - Etanol volta a ser mais vantajoso para abastecer o carro em muitos estados
  - Milho/AgRural: colheita atinge 83% da área da safrinha 2018 no Centro-Sul
  - Soja terá novo recorde no Brasil em 2018/19, mas destaque será algodão, diz IEG FNP
  - Confira a previsão do tempo para esta Segunda-Feira (20) para todas as regiões do Brasil
17/08/18 - Colheita de segunda safra de milho chega a 83% no centro-sul do Brasil, diz AgRural
  - Agriculture and livestock innovation in Brazil: This is how we feed the world
  - Proibição ao glifosato pode gerar desobediência civil, alerta ministro
  - Missão quer ampliar exportações do agronegócio brasileiro para África
16/08/18 - Agronegócio diz que, sem herbicida, não há safra no País
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Conab diverge de estimativas de produção de soja de consultorias
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa História
• Missão, Visão e Objetivos
• Troféu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Apoio Cultural
• Contatos
Institucional

• Comitês de Gestão
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Agenda
• Aulas/Palestras
• Comitês de Gestão
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminário/Workshop
• Apoio Cultural
Imprensa

• Agência UDOP de Notícias
• Últimas Notícias
• Fórum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mídias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produção Brasileira
Serviços

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendário de Eventos
• Guia de Empresas
• Índice Pluviométrico
• Pesquisas UDOP
• Previsão do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrográficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
/