Sbado, 16 de fevereiro de 2019
:
EDITORIAS
Agncia UDOP | Acar | Biodiesel | Cana-de-Acar | Combustveis Fsseis | Diversas | Economia
Energia | Espao Datagro | Etanol | Frum de Articulistas | Opinio | TV UDOP | ltimas Notcias
Frum de Articulistas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Perspectivas da oferta de etanol e demanda do Ciclo Otto: uma viso at 2030  

02/05/2018 - Apromulgao do RenovaBio (Poltica Nacional de Biocombustveis), por intermdio da Lei n 13.576, de 26 de dezembro de 2017, descortina grandes oportunidades para o Brasil. Nosso pas possui vasta disponibilidade de recursos energticos. Por um lado, possui condies edafoclimticas bastante favorveis e extensa disponibilidade de terra, o que favorece o aproveitamento das fontes renovveis, por outro, dispe da gigantesca provncia petrolfera do Pr-Sal, alm de deter uma das maiores reservas de urnio do mundo e dominar o ciclo do combustvel nuclear.

A matriz energtica brasileira destaca-se mundialmente pela expressiva participao das fontes renovveis, com elevado grau de aproveitamento de biomassa, recursos hidrulicos e, mais recentemente, energia elica.

Tratando-se da matriz veicular, a participao de fontes renovveis de energia , particularmente, bastante elevada, para o que contriburam diversos mecanismos governamentais de incentivo aos biocombustveis. Por obrigatoriedade legal, toda a gasolina automotiva atualmente comercializada contm 27% de etanol anidro, assim como a todo diesel consumido, adiciona-se 10% de biodiesel. Alm disso, considervel parcela da demanda de Ciclo Otto suprida por etanol hidratado (20% em 2016).

nesse contexto que vem se estruturando o RenovaBio, trazendo entre seus objetivos o de promover a adequada expanso da produo e do uso de biocombustveis na matriz energtica nacional, com nfase na regularidade do abastecimento de combustveis, e tambm o de contribuir com previsibilidade para a participao competitiva dos diversos biocombustveis no mercado nacional de combustveis. A Poltica Nacional de Biocombustveis visa ainda contribuir para o atendimento aos compromissos brasileiros no mbito do Acordo de Paris sob a Conveno-Quadro das Naes Unidas sobre Mudana do Clima.

importante ressaltar que, desde 2009, a EPE (Empresa de Pesquisa Energtica) vem tendo uma participao direta na elaborao do compromisso brasileiro para as Conferncias das Naes Unidas sobre Mudana do Clima, contribuindo com informaes associadas produo e uso da energia para o Acordo de Copenhague, neste ano. Nesse sentido, o Decreto 7.390/2010, que regulamenta a Poltica Nacional sobre Mudana do Clima (Lei 12.187/2009), estabeleceu o Plano Decenal de Expanso de Energia, publicado anualmente pela EPE, como um dos planos setoriais a serem considerados no mbito de adaptao s mudanas climticas, sendo a referncia para as informaes relacionadas ao setor de energia, incluindo as relacionadas aos biocombustveis.

Sempre buscando subsidiar o MME (Ministrio de Minas e Energia) na elaborao do RenovaBio, a EPE vem desenvolvendo uma srie de trabalhos, desde a fase inicial do Programa at a formulao de modelos matemticos de suporte deciso sobre as metas de descarbonizao, seja no mbito do Comit RenovaBio, como no Conselho Nacional de Poltica Energtica, possibilitando a anlise dos impactos econmicos, sociais e ambientais associados.

Ainda com o propsito de subsidiar o MME, a EPE, desde 2016, publica estudos que apresentam trs cenrios Revista Canavieiros Abril de 2018 19 de oferta de etanol e demanda do Ciclo Otto, contemplando o horizonte at 2030. Com maior previsibilidade da demanda de biocombustveis a ser proporcionada pelo RenovaBio, o estudo considerou, em seu cenrio dereferncia da edio de 2018, que o setor sucroenergtico buscar implementao de boas prticas e tecnologias, refletindo em aumento de produtividade e de investimentos. Neste sentido, projeta-se que a capacidade nominal instalada ir aumentar cerca de 20% at 2030.

A rea de colheita de cana-de-acar crescer a uma taxa de 1,1% a.a., saindo de 8,7 milhes de hectares (ha), em 2017, alcanando 10,1 milhes de ha em 2030, enquanto que a produtividade atingir 87,2 tc/ha. Com isso, estima-se que a cana processada ser de 880 milhes de toneladas em 2030. Em relao ao rendimento, ao final do perodo de estudo, projeta-se o valor de cerca de 139 kg ATR/tc. Importante ressaltar que as projees consideram a insero da cana-energia, que ocorrer de forma gradativa ao longo do perodo e representar cerca de 260 mil ha plantados em 2030.

A produo nacional de acar, destinada a suprir tanto o mercado domstico como o internacional, alcanar 46 milhes de toneladas em 2030. A evoluo do consumo per capita brasileiro foi projetada com base na renda, envelhecimento da populao e a mudana de hbitos alimentares. J a participao do Brasil no fluxo de comrcio mundial foi estimada na faixa de 43% em todo o perodo.

Em relao ao etanol estima-se que em 2030 cerca de 95% do volume ofertado ser de primeira gerao. J para o etanol de segunda gerao (E2G), projeta-se que sua produo atingir 2,0 bilhes de litros. Atualmente, as unidades comerciais de E2G ainda operam abaixo da capacidade nominal devido a alguns problemas tcnicos como, por exemplo, na etapa de pr-tratamento e de filtragem da lignina. Por outro lado, a produo de etanol de milho alcana 2,3 bilhes de litros no final do perodo do estudo. Considerou-se que as unidades produtivas sero majoritariamente do tipo flex. Diante desse contexto e, considerando que podero ocorrer importaes pontuais do biocombustvel, a oferta total de etanol projetada para 2030 de cerca de 49 bilhes de litros.

No que tange frota de veculos leves (automveis e comerciais leves), a trajetria de licenciamento considerada resulta em um incremento a uma taxa mdia anual de 3,1%, atingindo o valor de 54,4 milhes de unidades ao fim do horizonte do estudo. Com isso, a demanda do Ciclo Otto (sem GNV) em 2030 ser de aproximadamente 69 bilhes de litros (em gasolina equivalente). Neste cenrio, o etanol carburante (anidro e hidratado) alcanar cerca de 45 bilhes de litros, enquanto que a gasolina A corresponder a 34 bilhes de litros.

J o volume de etanol destinado para outros usos ser de 1,4 bilho de litros no final do perodo e o mercado internacional manter suas caractersticas atuais, com baixos volumes comercializados.

Por fim, nesta edio de 2018, a EPE incluiu em seu estudo "Cenrios de Oferta de Etanol e Demanda do Ciclo Otto" tambm a oferta da bioeletricidade proveniente da cana-de-acar exportada ao Sistema Interligado Nacional. Estima-se que em 2030 as usinas sucroenergticas contribuiro com a injeo de aproximadamente 5 GWm na rede.

Desta forma, as expectativas da EPE so bastante promissoras com o RenovaBio, indicando no horizonte do estudo um aumento da oferta de etanol, bem como da demanda de etanol carburante, trazendo inmeros benefcios para o pas, tanto em relao segurana do abastecimento como na reduo das emisses de gases de efeito estufa.


*Artigo originalmente publicado na Revista Canavieiros, edio de Abril de 2018.

*O artigo tem colaborao da analista de Pesquisa Energtica, Marina Damio Besteti Ribeiro; da consultora
Tcnica I, ngela Oliveira da Costa e do consultor Tcnico II,Rafael Barros Araujo.

Jos Mauro Ferreira Coelho
Diretor de estudo do Petrleo, Gs e Biocombustveis da EPE
Os artigos assinados so de responsabilidade de seus autores, no representando,
necessariamente, a opinio e os valores defendidos pela UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notcias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notcias Relacionadas
15/02/19 - Safra de milho no Rio Grande do Sul j foi 39% colhida
  - Plantio de milho na Argentina concludo
  - Safras faz leve corte em estimativa para soja no Brasil e v melhora climtica
  - IEA: soja supera milho em rea plantada em So Paulo
  - Plantio da safra de milho de inverno pode ser prejudicada
  - Acar bruto recua 14 pontos em Nova York
14/02/19 - ANP desiste de impor frmula de formao de preo dos combustveis
  - Etanol de milho avana
  - Arrecadao de ICMS acelera com avano do comrcio e combustveis
  - Acar fecha em alta na bolsa de Nova York; contratos em Londres fecham mistos
Para enviar a notcia, basta preencher o formulrio abaixo.
Todos os campos so de preenchimento obrigatrio!
 
Perspectivas da oferta de etanol e demanda do Ciclo Otto: uma viso at 2030
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatrio:
E-mail destinatrio:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentrio:
 
 
A UDOP

• Associadas
• Associe-se
• Estrutura Administrativa
• Nossa Histria
• Misso, Viso e Objetivos
• Trofu da Agroenergia
• Serviços Prestados
• Vídeo Institucional
• Contatos
Institucional

• Comits de Gesto
• Convênios e Parcerias
• Legislação
• Sustentabilidade
UniUDOP

• A UniUDOP
• Comits de Gesto
• Congresso Nacional da Bioenergia
• Frum de Implementao Tecnolgica
• Pós-Graduação
• Qualifica
• Seminrio UDOP de Inovao
Imprensa

• Agncia UDOP de Notcias
• ltimas Notcias
• Frum de Articulistas
• Galerias de Fotos
• Mdias Sociais
• RSS
• TV UDOP
• Apoio Cultural
• Contatos
Dados de Mercado

• Boletins
• Comércio Exterior
• Consecana
• Cotações
• Indicador - Açúcar
• Indicador - Etanol
• Produo Brasileira
Servios

• Biblioteca Virtual
• Bolsa de Empregos
• Bolsa de Negócios
• Calendrio de Eventos
• Guia de Empresas
• ndice Pluviomtrico
• Pesquisas UDOP
• Previso do Tempo
• Usinas/Destilarias
Mapas

• Usinas/Destilarias
• Bacias Hidrogrficas
UDOP - União dos Produtores de Bioenergia
Praça João Pessoa, 26 - Centro - 16.010-450 - Araçatuba/SP - tel/fax: +55 (18) 2103-0528

2012 - Todos os direitos reservados

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE
Desenvolvimento:
/