UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Petróleo opera em queda antes de dados do DoE, com reunião da Opep no radar  

13/06/2018 - Os preços do petróleo operam em baixa nesta quarta-feira, com os investidores na expectativa pela reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e no aguardo por dados de estoques nos EUA.

Às 8h30 (de Brasília), o petróleo WTI para julho caía 0,53%, a US$ 66,01 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para agosto tinha baixa de 0,16%, a US$ 75,76 o barril, na ICE.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros grandes produtores, como a Rússia, devem se reunir em Viena em 22 de junho. A Arábia Saudita - a chefe de fato da Opep - e a Rússia indicaram recentemente a disposição de aumentar a produção diante de aumento dos preços e riscos geopolíticos de fornecimento na Venezuela e no Irã.

O foco principal do mercado está na reunião e na possibilidade de que a Opep e seus aliados aumentem a produção depois de mais de um ano de retração, disse Ole Hansen, chefe de estratégia de commodities do Saxo Bank.

As expectativas de que o cartel do petróleo e seus aliados possam abandonar um acordo coordenado para conter a produção em cerca de 1,8 milhão de barris de petróleo por dia pesaram sobre os preços nas últimas semanas, depois que o Brent ultrapassou a barreira dos US$ 80 por barril em maio. O acordo está definido para expirar no final deste ano.

No entanto, os preços perderam força, apesar da Agência Internacional de Energia (AIE) afirmar que espera que o apetite mundial continue robusto ao longo de 2019. Em seu relatório mensal, a agência previu que a demanda global por petróleo cresceria 1,4 milhão de barris por dia em 2019 em relação a este ano.

Por outro lado, a AIE também espera que a produção de petróleo de países fora da Opep continue a crescer, impulsionada principalmente pelo crescimento da oferta dos EUA, devendo desacelerar apenas ligeiramente em 2019, para 1,7 milhões de barris por dia, comparado com 2 milhões de barris por dia.

Os investidores estão de olho também nos dados oficiais de estoques nos EUA, que serão divulgados hoje pelo Departamento de Energia (DoE) às 11h30 (de Brasília). Ontem, o American Petroleum Institute (API) divulgou estimativa de aumento de 833 mil barris nos estoques de petróleo bruto dos EUA na semana passada. O API também apontou acréscimos nos volumes estocados de gasolina (+2,3 milhões de barris) e de destilados (+2,1 milhões de barris).

Fonte: Dow Jones Newswires
Texto extraído da revista Isto É Dinheiro
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/11/19 - Banco Europeu de Investimento vai parar de financiar combustíveis fósseis
  - Preços do petróleo recuam após EUA registrarem aumento de estoque e produção recorde
  - Petrobras inicia produção no campo de Berbigão, na Bacia de Santos
14/11/19 - Estoques de petróleo nos EUA sobem 2,219 milhões de barris
  - Petróleo Brent deve ficar em média em US$ 60 o barril em 2020, prevê DoE
  - Petróleo fecha em alta após comentários da Opep e de Powell
13/11/19 - Petróleo fecha em queda com dúvidas sobre acordo EUA-China e oferta da Opep
05/11/19 - Bombas de combustíveis terão certificação digital a partir de dezembro
  - Vendas de combustíveis no Brasil sobem 2,2% em setembro, diz ANP
01/11/19 - ANP vai avaliar venda de combustíveis por entrega em domicílio
07/10/19 - O combustível que mudou nossa história
04/10/19 - Equador declara estado de exceção por protestos contra corte de subsídios a combustíveis
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Petróleo opera em queda antes de dados do DoE, com reunião da Opep no radar
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: