UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
À espera de mais um bom ano no agronegócio, indústria de máquinas refaz cálculos  

05/10/2018 - A área recorde de plantio e a produção elevada de grãos deste ano aceleraram as vendas de máquinas agrícolas. As indústrias de implementos registraram aumento de vendas de 24% em colheitadeiras e de 8% em tratores neste ano, conforme dados de setembro da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

A produção nacional de grãos ficou em 228 milhões de toneladas na safra 2017/18, e alguns produtos, como soja e algodão, fizeram a diferença para o setor de máquinas.

A expansão de 1,3 milhão de hectares de plantio apenas na soja criou uma necessidade da compra de mais tratores e colheitadeiras pelos produtores. O algodão, cuja expansão de área foi de 25% neste ano, em relação ao anterior, puxou a vendas das colhedoras.

Área maior de plantio trouxe também produção recorde para as duas culturas. Os sojicultores colocaram 119 milhões de toneladas de soja nos armazéns, enquanto os de algodão colheram 2 milhões de toneladas de pluma, conforme os dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Essa produção elevada em período de preços bons resultou em uma garantia de renda para os produtores. Os de soja obtiveram um Valor Bruto de Produção de R$ 140 bilhões no ano, enquanto os de algodão, R$ 34 bilhões, conforme dados do Ministério da Agricultura.

Apesar de toda a crise econômica do país, o agronegócio vai bem. Com isso, a Anfavea refez os cálculos de produção de máquinas agrícolas para 61 mil unidades em 2018, um número 15% maior do que o de 2017. Na avaliação da associação, as vendas internas vão atingir 47 mil unidades, superando em 11% as do ano passado.

Boa parte dessa expectativa de evolução a Anfavea credita também aos últimos meses do ano, período de plantio da safra 2018/19. Pelas estimativas atuais das consultorias especializadas, área e produção voltam a crescer na safra 2018/19. Pelo menos nos casos de soja e de algodão, produtos que deixaram os produtores capitalizados neste ano devido aos bons preços dessas commodities e à variação cambial favorável.

*Texto extraído do portal Vaivém das Commodities.

Mauro Zafalon
Fonte: Folha de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/09/19 - Ibovespa recua na abertura em dia de expectativa para decisões de juros
  - Índices da Europa têm variações limitadas antes de decisão do Fed
  - IGP-M reduz queda a 0,28% na 2ª prévia de setembro
  - Dólar abre perto da estabilidade à espera do Fed e do Copom
  - IPC-Fipe sobe 0,13% na 2ª quadrissemana de setembro
06/09/19 - Vendas de máquinas agrícolas caem 17,4% em agosto na comparação anual
28/08/19 - Setor de máquinas e equipamentos cresce 2,4% em julho
08/08/19 - Vendas de máquinas agrícolas recuam 17,2% em julho na comparação anual
06/08/19 - Vendas de máquinas agrícolas no Brasil caem 3,4% até julho
31/07/19 - Abimaq: setor de máquinas e equipamentos tem queda de 12,1% em junho
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
À espera de mais um bom ano no agronegócio, indústria de máquinas refaz cálculos
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: