UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Puxada por combustíveis, inflação em setembro é a maior para o mês em três anos  

05/10/2018 - Após registrar a primeira deflação no mês de agosto desde 1998, a taxa de inflação oficial da economia brasileira, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,48% em setembro. O resultado foi o mais elevado para o mês desde 2015, quando a taxa subiu 0,54%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A alta no mês foi impulsionada pelo preço dos combustíveis, que subiu 4,18% e passagens aéreas, que aumentaram 16,81%. Combustíveis e Passagens aéreas foram os responsáveis pela alta de 1,69% do grupo dos Transportes em setembro, a maior neste mês. A variação no grupo foi a maior para setembro desde a implantação do Plano Real, superando a taxa de 1,22% alcançada em 1994, ainda nos meses iniciais do plano.

PF, Ministério Público e Cade fazem operação para desarticular cartel de combustíveis no DF
Preço dos combustíveis subiu 4,18% Foto: JF Diorio/Estadão
No acumulado em 12 meses, o índice registrou 4,53 e ficou acima do centro da meta de 4,50% pela primeira vez desde março de 2017 (4,57%). A taxa acumulada pela inflação no ano foi de 3,34%.

O resultado ficou no teto do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que previam uma queda desde 0,28% a 0,48%, com mediana positiva de 0,44%.

A despeito da estimativa de aceleração do IPCA, o economista-chefe da MB Associados, Sergio Vale, ponderou, antes do resultado oficial, que o avanço em 12 meses ainda não é uma ameaça ao centro da meta para o resultado fechado do ano. "Não é nada preocupante ainda, pois estamos abaixo da meta [centro]. Nossa expectativa para o IPCA é de alta de 4,4% em 2018", afirma. Ainda assim, o economista observa que o desfecho da corrida presidencial oferece riscos relevantes ao horizonte inflacionário, especialmente para 2019.

Fonte: O Estado de S. Paulo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/09/19 - Ibovespa recua na abertura em dia de expectativa para decisões de juros
  - Índices da Europa têm variações limitadas antes de decisão do Fed
  - ANP reforça fiscalização para apurar abuso de preços nos postos de gasolina de Brasília
  - Etanol continua competitivo ante gasolina em cinco Estados brasileiros, diz ANP
  - Preços do açúcar voltam a recuar nos mercados internacionais
  - Etanol de milho cresce em ritmo acelerado
  - Etanol/EUA: produção recua 1,9% na semana, para 1,003 mi de barris/dia
  - Dólar abre perto da estabilidade à espera do Fed e do Copom
  - IPC-Fipe sobe 0,13% na 2ª quadrissemana de setembro
  - IGP-M reduz queda a 0,28% na 2ª prévia de setembro
17/09/19 - Alta no preço do petróleo pode melhorar cenário para o etanol no Brasil
  - Preços da gasolina nos EUA sobem após ataques sobre instalações sauditas
09/09/19 - ANP: etanol segue competitivo com gasolina em cinco estados brasileiros
  - ANP: gasolina recua em 15 estados; valor médio cai 0,12% no país
06/09/19 - Petrobras aumenta preço do diesel e da gasolina a partir desta quinta
05/09/19 - Consumo de combustíveis cresce 3,5% de janeiro a julho e etanol bate novo recorde
18/07/19 - Para levar milho do Brasil, navios do Irã sancionados pelos EUA aguardam combustível
04/07/19 - China planeja lançar futuros para combustível naval com baixo teor de enxofre em 2019
02/07/19 - Exportações de petróleo da Venezuela voltam a ultrapassar 1 mi bpd em junho
25/06/19 - Preços do petróleo sobem antes de dados de estoque de petróleo nos EUA
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Puxada por combustíveis, inflação em setembro é a maior para o mês em três anos
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: