UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Bovespa fecha em forte alta após resultado do 1º turno  

08/10/2018 - O principal índice da bolsa brasileira, a B3, fechou em forte alta nesta segunda-feira (8), com os investidores repercutindo os resultados das eleições realizadas no domingo.

O Ibovespa encerrou o dia a em alta de 4,57%, a 86.083 pontos. De acordo com a Reuters, foi a maior alta diária desde 2016. Veja mais cotações.

De acordo com a Reuters, a alta chegou a 6,09%, aos 87.333 pontos, maior patamar intradia desde março e perto da máxima histórica registrada em 26 de fevereiro (87.652). O maior avanço diário da história do Ibovespa foi em 29 de janeiro de 2016, quando o principal índice fechou em alta de 4,60%.

O ganho foi puxado pelas ações de companhias de controle estatal, como Petrobras, que avançaram quase 11%, em sessão com volume financeiro de R$ 27,6 bilhões, recorde para um dia em sessão sem vencimento de opções. O giro recorde, de 17 de dezembro de 2014, foi de R$ 44 bilhões, em dia de exercício de opções. Excluindo-se o exercício, o volume no mercado à vista naquela data somou R$ 26 bilhões, máxima histórica anterior.

As ações ordinárias da Petrobras subiram mais de 9%, mesmo patamar dos papéis do Banco do Brasil. Eletrobras disparou mais e 18%, enquanto Cemig subiu mais de 16%. Ações de empresas privadas também subiram forte: Gol subiu mais de 18%, enquanto Bradesco e Itaú passaram dos 5% de valorização.


Cenário

Na visão do gestor Igor Lima, da Galt Capital, a bolsa é o ativo com maior potencial de valorização nesse cenário após o primeiro turno da eleição. "O Ibovespa está negociando abaixo dos múltiplos históricos, as empresas estão em trajetória ascendente de lucros e a alocação em bolsa brasileira por parte dos estrangeiros está bem baixa", afirmou à Reuters.

Os estrategistas do Banco Santander Brasil Daniel Gewehr e João Noronha elevaram a recomendação das ações brasileiras para "overweight" em seu portfólio para a América Latina, com preço-alvo do Ibovespa para o final de 2019 em 105 mil pontos, citando que o balanço de riscos brasileiro melhorou internamente, conforme relatório a clientes nesta segunda-feira.

Fonte: Portal G1
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/09/19 - Índices da Europa têm variações limitadas antes de decisão do Fed
  - IGP-M reduz queda a 0,28% na 2ª prévia de setembro
  - Dólar abre perto da estabilidade à espera do Fed e do Copom
  - IPC-Fipe sobe 0,13% na 2ª quadrissemana de setembro
  - Mesmo com alta do petróleo, BC deve baixar juro para novo piso histórico, apostam economistas
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Bovespa fecha em forte alta após resultado do 1º turno
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: