UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Energia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Em 2020, energia renovável será mais barata do que a tradicional, diz pesquisa  

04/06/2019 - Os custos de produção de energia elétrica a partir de fontes de energia renováveis estão em queda, e a tendência é que diminuam ainda mais até o próximo ano. A conclusão está em um relatório que acaba de ser publicado pela Agência Internacional de Energia Renovável. Segundo a organização, que apoia países em fase de transição para a energia limpa, a redução dos custos foi impulsionada pelo crescimento da produção e pelas melhorias tecnológicas no setor.

Segundo o estudo, a maior queda no comparativo 2017-2018 foi relacionada à energia solar térmica concentrada (CSP): o custo médio global caiu 26%. Em seguida vem a bioenergia, que ficou, em média, 14% mais barata. O custo da produção gerada por painéis fotovoltaicos, por sua vez, caiu 13%, assim como aquele da produção eólica "onshore" (referente às usinas instalada em terra firme). Também foram registradas quedas no curso de produção das hidrelétricas (11%) e e eólicas offshore (que ficam em alto mar,1%).

Com base nesses dados, a agência estima que, até 2020, a eletricidade produzida a partir da energia eólica e solar fotovoltaica seja consideravelmente mais barata do que a gerada por qualquer fonte de combustível fóssil. Dessa maneira, ficará mais fácil para as empresas largarem de vez os combustíveis fósseis, que apresentarem altos custos ambientais, como as emissões de gases de efeito estufa, por exemplo.

Hoje, as hidrelétricas continuam sendo a forma mais barata de produzir energia renovável, a um custo médio ponderado global de US$ 0,05/kWh - o que equivale ao ponto mais baixo da faixa de custo do combustível fóssil. Segundo a agência, porém, outras fontes. como a eólica terrestre, já estão abaixo dos US$ 0,10/kWh.

O relatório lembra que os dados se referem a uma média global. Por isso, enquanto em países como Chile, México e Peru, o custo da energia solar vem caindo, em outros ela permanece mais cara. Ainda pode levar algum tmepo até que os métodos tradicionais se tornem mais caros em todo o planeta.

Fonte: Época Negócios
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
20/01/20 - Investimento global em renováveis aumenta 1%, indica BNEF
16/01/20 - Solar flutuante no São Francisco pode sair 4 vezes mais cara que usinas negociadas em 2019
  - EPE Publica Informe Técnico sobre Potencial Energético dos Resíduos Urbanos - SIENergia
15/01/20 - Cresce demanda de companhias por certificados de energia renovável
14/01/20 - Gasto em energia renovável precisa dobrar até 2030, diz agência
13/01/20 - Copel agenda três leilões em 2020 para comprar energia de usinas solares e eólicas
09/01/20 - BNDES aprova R$ 1,3 bilhão para a implantação de projeto eólico na Paraíba
14/11/19 - Geração de energia eólica e solar bate novo recorde no Nordeste, diz ONS
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Em 2020, energia renovável será mais barata do que a tradicional, diz pesquisa
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: