UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
USDA deve ajustar números de soja nos EUA em relatório de julho, diz economista-chefe  

12/06/2019 - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos deve revisar suas projeções para a soja dos EUA no próximo mês, após ter deixado previsões para área e rendimentos estáveis em relatório divulgado na terça-feira, disse o economista-chefe do órgão de governo, Robert Johansson.

O relatório mensal de oferta e demanda do USDA reduziu a área e o rendimento do milho após severos atrasos no plantio nesta temporada.

"Eu acho que o senso comum é que alguma área de milho deve se transformar em área de soja e isso se traduz em preços mais baixos da soja ", disse Johansson em uma recepção organizada pelo Conselho Internacional de Grãos.

A área de soja dos EUA foi mantida em 84,6 milhões de acres e o rendimento em 49,5 bushels por acre.

"Eu acredito que nós não temos informação para avançar agora com a mudança nesses números da soja. Creio que nós veremos ajustes sendo feitos para a safra de soja no relatório de julho", afirmou ele, acrescentando que a cultura foi plantada depois do milho.

O USDA elevou na terça-feira sua previsão para o preço médio da soja nas fazendas para 8,25 dólares por bushel, de 8,10 dólares anteriormente.

A área de milho dos EUA foi reduzida para 89,8 milhões de acres, de uma previsão anterior de 92,8 milhões, enquanto o rendimento de milho foi revisado para baixo para 166 bushels por acre, de 176 bushels.

Johansson ressaltou que o plantio e o surgimento da safra de milho tiveram atraso.

"Isso vai empurrar o principal período de enchimento de grãos do milho para a parte mais quente do verão", disse ele, acrescentando que isso geralmente pode afetar o rendimento.

Johansson disse também que uma esperada redução na demanda de soja da China, ligada a um surto de febre suína africana, no maior rebanho de suínos do mundo agora já está sendo levada em conta pelo mercado.

O farelo de soja é um importante ingrediente alimentar para os suínos.

Ele observou que o Rabobank previu que a produção de carne suína da China cairia em 30%, o que prejudicaria os preços da soja.

Os números de esmagamento de soja na China, no entanto, permaneceram relativamente constantes até agora, acrescentou.

"Nós não vimos tanta queda na China quanto se esperava (se a produção de suínos caísse tão acentuadamente)", disse Johansson, acrescentando que isso pode refletir em parte o aumento da demanda do setor avícola, com os consumidores chineses comendo mais frango.

Nigel Hunt
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/09/19 - Soja: Produtores aguardam mudanças climáticas para iniciar o plantio
  - Milho: Plantio da safra de verão 2019/20 atinge 24% da área no PR
  - Veja a previsão do tempo para quarta-feira (18) para todo o Brasil
  - Valor da produção agropecuária em 2019 é estimado em R$ 601,9 bi, 2º maior em 30 anos
  - Soja trabalha estável em Chicago nesta 4ª feira e espera notícias para definir direção
  - Milho: Bolsa de Chicago cai até 1,60% nesta terça-feira e devolve ganhos da segunda
17/09/19 - Colheita do milho safrinha se encerra no Paraná, segundo Deral
  - Cotações do milho abrem a terça-feira em baixa na Bolsa de Chicago
  - Commodities agrícolas corrigem últimas altas e em Chicago, soja acompanha nesta 3ª
  - Soja/EUA: exportadores relatam vendas de 260 mil t para a China
  - Mercado em Chicago deve focar na demanda pela soja americana. Uma reação consistente dos preços
  depende do apetite chinês
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
USDA deve ajustar números de soja nos EUA em relatório de julho, diz economista-chefe
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: