UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Preços do petróleo caem 4% com aumento no estoque dos EUA e temores de demanda fraca  

13/06/2019 - Os preços do petróleo recuaram 4% nesta quarta-feira, para seus níveis mais baixos de fechamento em quase cinco meses, enfraquecidos por um novo aumento inesperado nos estoques do produto nos Estados Unidos e por uma previsão mais baixa para a demanda global por petróleo.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda de 2,32 dólares, ou 3,7%, a 59,97 dólares por barril, menor encerramento de sessão para o valor de referência global desde 28 de janeiro.

Já os futuros do petróleo nos EUA recuaram 2,13 dólares, ou 4%, para 50,72 dólares/barril, valor de fechamento mais baixo desde 14 de janeiro.

A Administração de Informação sobre Energia dos EUA (AIE) divulgou que os estoques domésticos de petróleo cresceram inesperadamente pela segunda semana consecutiva, avançando em 2,2 milhões de barris na semana passada, enquanto analistas previam uma retração de 481 mil barris.

A 485,5 milhões de barris, os estoques comerciais dos EUA figuram em seu nível mais alto desde julho de 2017, cerca de 8% acima da média de cinco anos para este período do ano, disse a AIE.

"É definitivamente um mercado ainda descrente desses aumentos nos estoques, mas eles não poderão enxergar além disso", disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group. "Tem sido mais difícil adivinhar o quanto a AIE vai acrescentar a cada semana."

Além disso, na terça-feira a AIE cortou suas estimativas para o crescimento da demanda global de petróleo em 2019, o que também pressionou os futuros do petróleo, assim como as tensões comerciais entre EUA e China, os dois maiores consumidores do produto no mundo.

12/06/19
Laila Kearney com reportagem adicional de Julie Payne e Scott DiSavino
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
12/11/19 - Petrobras conclui deslistagem de suas ações na Argentina
11/11/19 - Irã anuncia descoberta de imenso campo de petróleo
08/11/19 - Petróleo ultrapassa US$ 62/barril com expectativas de acordo comercial EUA-China
07/11/19 - ANP diz que 6ª Rodada é início do fim do ciclo de grandes leilões do pré-sal
06/11/19 - Leilão do pré-sal frustra por atrair apenas Petrobras e chinesas, mas levanta R$70 bi
  - Leilão do pré-sal pode arrecadar R$ 106,5 bilhões
05/11/19 - Opep vê potencial de alta no mercado de petróleo em 2020
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Preços do petróleo caem 4% com aumento no estoque dos EUA e temores de demanda fraca
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: