UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT especulando frente fria nos EUA  

16/07/2019 - Especulando sobre uma nova frente fria que poderia chegar ao Meio-Oeste americano nas próximas semanas, o mercado da soja na Bolsa de Chicago terminou o pregão desta segunda-feira (15) com baixas de mais de 10 pontos entre as principais posições. O agosto encerrou os negócios com US$ 9,01 por bushel, enquanto o novembro ficou em US$ 9,20.

Segundo explica o analista de mercado Eduardo Vanin, da Agrinvest Commodities, depois de uma onda de calor sobre os EUA - que também deve acontecer - essa nova frente fria será determinante para a manutenção da produtividade da soja, ou até mesmo uma para promover uma melhora caso seja confirmada. E o mercado já trabalha com as diversas possibilidades.

"Temos essa produtividade nos EUA ainda bastante indefinida", diz Vanin.

Para os próximos dias, a preocupação maior se dá diante das previsões que indicam em uma parte grande do centro e oeste do Meio-Oeste americano nada mais do que rápidas pancadas de chuvas nesta semana, a qual deverá marcar dias ainda mais quentes, com temperaturas acima da média, mostra o agrometeorologista sênior, Bryce Anderson, do DTN The Progressive Farmer.

As preoucupações com a demanda pela soja norte-americana também mantêm as cotações pressionadas. Continua o conflito comercial entre China e Estados Unidos e até que se resolva, a procura por esse produto se mantém lenta e bastante desaquecida.

"Sabemos que a demanda nos EUA é bem menor do que o normal, para o próximo ano comercial o USDA já vem fazendo uns ajustes, principalmente da China. A demanda nos EUA vai depender de uma melhora dos prêmios americanos, ela está muito condicionada à sua competitividade para aqueles países que não são a China. Então, em teoria, os EUA teria que se manter muito barato para atrair toda esta demanda", diz Vanin.

E ainda como explica o analista, todas essas questões climáticas têm provocado um encarecimento não só da soja nos EUA, mas também do milho, com um movimento que acaba afastando parte dos compradores.


Mercado brasileiro

Depois de baixas consecutivas, o dólar fechou o pregão desta segunda-feira em alta e voltando à casa dos R$ 3,75. O movimento ajudou a limitar o impacto das baixas em Chicago e promover uma ligeira reação dos preços no mercado brasileiro.

No interior do país, a soja balcão em Sorriso, Mato Grosso, fechou com R$ 63,00 por saca e alta de 5% nesta segunda. Em mais praças de comercialização, os ganhos passaram de 0,50%.

Já nos portos, a reação não foi a mesma e as referências recuaram. Em Paranaguá, a soja disponível fechou o dia com R$ 79,00 por saca e queda de ,75%, enquanto para agosto, perda de 0,62% para R$ 80,00. Em Rio Grande, R$ 79,00 e R$ 79,50, com estabilidade nos dois casos.

15/07/19
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
12/11/19 - Soja segue caminhando de lado em Chicago nesta 3ª feira com correção técnica
  - USDA: Embarques semanais de soja e milho dos EUA ficam dentro das expectativas
  - Após quedas expressivas, Bolsa de NY inicia 3ª com leves altas
  - Milho: Bolsa de Chicago inicia 3ª feira com altas de até 25 pts
  - Dólar tem leve alta contra real antes de discurso de Trump sobre comércio
  - Milho: Bolsa de Chicago encerra sessão com baixas nesta 2ª
  - Soja: Momento para produtor brasileiro é oportuno para trava de dólar futuro. CBOT ainda pressionada
  pela guerra comercial
  - Soja: Pessimismo sobre acordo China x EUA se intensifica e Chicago tem mais de 14 pts de baixa
  - Grãos/Deral: plantio de soja 2019/20 no Paraná atinge 89%; milho verão está praticamente concluído
11/11/19 - Soja: Grão se valoriza e indústria reduz processamento
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT especulando frente fria nos EUA
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: