UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Etanol Aumentar a letra    Diminuir a letra
Consumo de combustíveis cresce 3,5% de janeiro a julho e etanol bate novo recorde  

05/09/2019 - Dados publicados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e compilados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) indicam que o consumo de combustíveis da frota de veículos leves, em gasolina equivalente, atingiu 4,53 bilhões de litros no mês de julho. Esse volume representa o maior valor mensal registrado em 2019 e um crescimento de 9,92% quando comparado ao mesmo período do ano passado.

No acumulado desde janeiro até o final de julho de 2019, as vendas de combustíveis leves no mercado nacional atingiram 30,55 bilhões de litros de gasolina equivalente, registrando crescimento de 3,5% na comparação com o mesmo período de 2018.

Com relação a demanda de etanol hidratado em julho deste ano, o volume consumido alcançou 1,86 bilhão de litros, registrando notável crescimento de 15,8% em comparação a julho de 2018 e de 7,80% em relação à quantidade comercializada no mês anterior. Vale ressaltar que esse volume é o maior valor apontado para o mês de julho na série histórica iniciada em 2000.

No acumulado do ano, o resultado é ainda mais expressivo, pois o volume do renovável comercializado totaliza 12,62 bilhões de litros -- 30,2% superior ao registrado no mesmo período de 2018. Esse crescimento também reflete positivamente na participação do biocombustível na matriz de combustíveis do ciclo Otto (frota de veículos de passeio e carga leve) que atingiu 48,0% no mês atual.

A comercialização de gasolina C pelas distribuidoras, em julho, somou 3,22 bilhões de litros, indicando aumento de 7,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foi registrado 2,99 bilhões de litros.

"O aumento da participação do etanol, chegando a 48% do ciclo Otto, é extremamente positivo para o país, pois representa menos poluição nas cidades, menor gasto com saúde pública e geração de emprego e renda no campo. O biocombustível de cana-de-açúcar reduz em 90% as emissões de gases de efeito estufa (GEE) em relação a gasolina e será um caminho eficiente para atendermos as metas do RenovaBio e, por consequência, do Acordo de Paris", explica Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da UNICA.

Fonte: Unica
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/09/19 - O preço dos combustíveis no Brasil na comparação internacional
  - Procon vai fiscalizar postos após alta de combustíveis em Araçatuba
  - Hoje, Brasil comemora 40 anos de vida do carro movido a etanol
  - "Aproximação com os EUA pode reerguer indústria de açúcar e etanol no Paraná"
  - Açúcar: contratos futuros fecham mistos nas bolsas internacionais
  - Com recorde para etanol, Brasil vê exportação de açúcar ao menor nível em 12 anos, diz JOB
18/07/19 - Para levar milho do Brasil, navios do Irã sancionados pelos EUA aguardam combustível
04/07/19 - China planeja lançar futuros para combustível naval com baixo teor de enxofre em 2019
02/07/19 - Exportações de petróleo da Venezuela voltam a ultrapassar 1 mi bpd em junho
25/06/19 - Preços do petróleo sobem antes de dados de estoque de petróleo nos EUA
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Consumo de combustíveis cresce 3,5% de janeiro a julho e etanol bate novo recorde
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: