UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Milho: Cotações futuras encerram a sessão desta 3ª feira com ganhos na Bolsa de Chicago  

11/09/2019 - Nesta terça-feira (10), os preços futuros do milho encerraram a sessão valorizações na Bolsa de Chicago (CBOT). Os principais vencimentos da commodity finalizaram o dia com altas de 7,75 a 7,25 pontos. O contrato setembro/19 fechou o pregão cotado a US$ 3,48 por bushel, enquanto, o dezembro/19 encerrou a US$ 3,61 por bushel.

Segundo análise de Ben Potter da Farm Futures, os preços dos grãos apresentaram alta nesta terça-feira, ancorados por ganhos de mais de 2% nos futuros de milho, depois que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) inesperadamente reduziu a qualidade da safra de milho em três pontos em seu relatório semanal de progresso da colheita.

"Os preços do milho subiram mais de 2% nesta sessão, depois que o USDA reduziu os índices de qualidade das colheitas de 58% em boas ou excelentes condições, há uma semana, para 55%", afirmou knorr.

Ainda segundo as informações da Farm Futures, os exportadores privados relataram ao USDA que a venda de quase 11,0 milhões de bushels de milho para entrega no México durante a campanha de 2019/20, que começou em 1º de setembro.

De acordo com o levantamento realizado pela a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra brasileira cresceu 6,4% ante a temporada passada, com colheitas históricas de algodão e milho, já que a produção de soja, principal cultura do país, caiu ante o recorde de 2017/18.

Nesta terça-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a produção brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar 2019 com um crescimento de 5,9% em relação ao ano anterior. A alta de 5,9% deve ser puxada pela produção de milho, que deve crescer 21,5% em relação ao ano anterior. As outras duas grandes lavouras de grãos devem ter queda: soja (-3,9%) e arroz (-12,7%).


Mercado Interno

Com relação ao mercado interno, as principais praças registravam movimentações pontuais nesta terça-feira. Segundo o levantamento realizado pelo o Notícias Agrícolas, no município de São Gabriel do Oeste/MS, a saca do cereal registrou uma valorização de 1,82% e terminou o dia cotada a R$ 28,00 por saca.

Na região de Campo Novo do Parecis/MT, a saca do cereal terminou o dia cotada a R$ 24,50 com uma queda de 2%. Em Sorriso/MT, o preço balcão teve uma desvalorização de 2,56% com a saca a R$ 19,00 e a disponível está cotada a R$ 20,50 com um recuo de 2,38%.

A XP Investimentos ressaltou em seu boletim diário que o relatório de ontem divulgado pelo o USDA deu suporte aos preços oferecidos nos portos brasileiros, que vinham recuando dia após dia e, consequentemente, pressionando o mercado local. "Nos portos, as indicações para setembro estão em R$ 36,00/sc, estáveis. Tradings, porém, permanecem com pouco interesse para novos negócios, apenas consolidando os acordos de início de safra", destacou.

10/09/19
Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/09/19 - Soja opera do lado positivo da tabela em Chicago, mas ainda com estabilidade nesta 5ª
  - Cotações ganham força e milho se valoriza em Chicago nesta quinta-feira
  - USDA: Vendas semanais para exportação de soja dos EUA ficam bem acima das expectativas
  - Dólar supera R$4,13 e bate máxima em duas semanas após BC sinalizar novo corte da Selic
  - Milho/USDA: exportadores vendem 1,46 milhão de t da safra 2019/20 na semana
  - Soja/USDA: EUA vendem 1,73 milhão de toneladas da safra 2019/20 na semana
  - Milho: Bolsa de Chicago fecha quarta-feira em alta com olhares voltados ao clima
  - Milho: Bolsa de Chicago fecha quarta-feira em alta com olhares voltados ao clima
  - Safra de milho do Brasil estimada em recorde, na torcida por chuvas para soja
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Milho: Cotações futuras encerram a sessão desta 3ª feira com ganhos na Bolsa de Chicago
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: