UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Combustíveis Fósseis Aumentar a letra    Diminuir a letra
Opep tem acordo para que Iraque e Nigéria cortem produção de petróleo  

12/09/2019 - AOrganização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) concordou nesta quinta-feira com cortes na oferta de petróleo, pedindo que seus membros Iraque e Nigéria, que têm produzido mais, passem a produzir em linha com suas metas.

O acordo vem em meio a um esforço do grupo para evitar um excesso de oferta à medida que a produção nos Estados Unidos sobe e a economia global dá sinais de desaceleração.

Os preços do petróleo caíram abaixo dos 60 dólares nas últimas semanas, após máximas de 75 dólares em 2019, conforme temores de uma recessão global pesaram mais que a menor oferta de Irã e Venezuela após impacto de sanções.

Um comitê de monitoramento do mercado formado pela Opep e seus aliados, um grupo conhecido como Opep , se encontraram nesta quinta-feira em Abu Dhabi antes de discussões sobre sua política em Viena em dezembro.

A Opep tem em geral cortado além da meta de seu acordo, de 1,2 milhão de barris por dia, uma vez que as exportações de Irã e Venezuela entraram em colapso após sanções. Mas alguns membros, como o Iraque e a Nigéria, vinham produzindo acima de suas cotas.

O Iraque, segundo maior produtor da Opep, se comprometeu nesta quinta-feira a reduzir a produção em 175 mil bpd em outubro, enquanto a Nigéria deverá reduzir sua oferta em 75 mil bpd.

A Arábia Saudita, líder de fato da Opep, continuará bombeando abaixo de sua meta, disse o príncipe Abdulaziz bin Salman, que assumiu o cargo de ministro de Energia no domingo.

O reino vai voluntariamente cortar mais que suas metas e produzir abaixo de 10 milhões de bpd, segundo ele.

Qualquer decisão formal sobre cortes mais profundos na produção de petróleo só acontecerá na próxima reunião da Opep , em dezembro, disse o príncipe.

Segundo ele, o encontro nesta quinta-feira discutiu questões como a crescente produção e exportação de petróleo ´shale´ pelos EUA, a desaceleração econômica global e possíveis alívios nas sanções dos EUA ao Irã.

Rania El Gamal e Dahlia Nehme e Maha El Dahan
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
17/09/19 - Trump diz não ver necessidade de liberar reserva de petróleo após ataque na Arábia Saudita
  - Alta no preço do petróleo pode melhorar cenário para o etanol no Brasil
  - Petróleo puxa alta de açúcar e milho
  - Petróleo tem forte queda com notícia de retorno mais rápido na produção saudita
  - Produção de petróleo saudita retornará mais rápido que se pensava, dizem fontes
  - Petrobras descarta reajuste de preços dos combustíveis
  - ANP recebe inscrição de mais 5 petroleiras para 16ª Rodada; total chega a 17
  - Preços da gasolina nos EUA sobem após ataques sobre instalações sauditas
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Opep tem acordo para que Iraque e Nigéria cortem produção de petróleo
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: