UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Milho sobe 1,63% na Bolsa de Chicago com rali do petróleo e compras de etanol  

17/09/2019 - A segunda-feira (16) chega ao final com os preços internacionais do milho futuro valorizados na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registraram altas entre 4,00 e 5,25 pontos.

O vencimento dezembro/19 foi cotado à US$ 3,74 com alta de 5,25 pontos, o março/20 valeu US$ 3,86 com valorização de 4,45 pontos, o maio/20 foi negociado por US$ 3,94 com ganho de 4 pontos e o julho/20 teve valor de US$ 4,01 com elevação de 4,25 pontos.

Esses índices representaram valorização, com relação ao fechamento da última sexta-feira, de 1,63% para o dezembro/19, 1,31% no março/20 e de 1,03% para o maio/20.

Segundo informações da Agência Reuters, os futuros de milho nos Estados Unidos subiram nesta segunda-feira com o apoio do aumento dos preços do petróleo mais do que compensando a pressão do clima favorável para as culturas em desenvolvimento tardio.

"Os preços dos grãos foram amplamente apoiados pelo rali de segunda-feira de cerca de 12% após os ataques de fim de semana às instalações de petróleo da Arábia Saudita", aponta Karl Plume da Reuters Chicago.

"Estamos encontrando apoio na incerteza com a Arábia Saudita e nos problemas de energia. Se os preços da energia subirem, o óleo de soja, a soja e o milho devem encontrar algum apoio por meio do biodiesel e do etanol", disse Mike Zuzolo, presidente da Global Commodity Analytics.

De acordo com o Blogg Price Group, outros fator que influenciou nas altas para o milho neste início de semana foram as notícias de demanda, que começaram a melhorar.

"O México comprou pelo menos 1,0 milhão de toneladas de milho dos EUA na semana passada, como visto nos anúncios diários do USDA. Além disso, o governo trabalhou duro para apaziguar os interesses de etanol e biocombustíveis na semana passada. O governo também está se esforçando para que o Congresso ratifique o novo acordo de livre comércio com o México e o Canadá", aponta o analista de mercado Jack Scoville.

Ainda nesta segunda-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou seu novo reporte semanal de embarques de grãos dando conta que os EUA embarcaram 421,803 mil toneladas, contra projeções do mercado de 400 mil a 700 mil toneladas.


Mercado Interno

No mercado físico brasileiro, a segunda-feira registrou cotações permanecendo sem movimentações, em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, a única desvalorização registrada aconteceu em Castro/PR (1,39% e preço de R$ 35,50).

Já as valorizações foram percebidas nas praças de Campinas/SP (1,31% e preço de R$ 37,92), Panambi/RS (1,71% e preço de R$ 32,04), Jataí/GO (1,79% e preço de R$ 28,50), Rio Verde/GO (1,79% e preço de R$ 28,50) e Brasília/DF (13,21% e preço de R$ 30,00).

Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/10/19 - Dólar opera em queda e é negociado abaixo de R$ 4,15
  - RS inicia o plantio da safra 2019/20 de soja
  - Clima e negociações comerciais atuam e milho sobe em Chicago nesta quinta-feira
  - Plantio da safra 2019/20 de milho no RS atinge 68% da área
  - Etanol: governo destina apenas ao produtor cota sem tarifa; cronograma de importação é definido
  - Açúcar: alta da exportação indiana derruba preços futuros em NY
  - Mato Grosso do Sul moerá menos cana na entressafra e já acumula 86,6% de etanol produzido
  - Plantio da safra de soja 2019/20 atinge 12,2% da área estimada, revela levantamento da DATAGRO
  - Milho: Sexta-feira começa com cotações em queda na Bolsa de Chicago
  - USDA: Vendas semanais de soja dos EUA ficam acima das expectativas do mercado
  - Produção de petróleo da Petrobras no Brasil cresce 16,9% no 3º tri
  - Petróleo fecha em queda, de olho em sinais da demanda após dados da China
  - Soja fecha com leves altas em Chicago e acumula ganhos de mais de 3% nos últimos 30 dias
  - PIB da China cresce 6,2% nos primeiros três trimestres
  - Soja mantém leves altas nesta 6ª feira e espera por novos números da demanda
17/10/19 - Petróleo fecha em alta com dólar e Brexit; aumento de estoques contém ganhos
  - Etanol: governo destina apenas ao produtor local cota sem tarifa
  - Renata Beckert Isfer assume Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME
  - Milho segue valorizado na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira
  - Milho fecha quarta-feira com perdas em Chicago, pressionadas pelo avanço da colheita
15/10/19 - "Tem de acelerar votação de projetos para viabilizar megaleilão", diz nº 2 da Economia
14/10/19 - Preços do petróleo caem com cautela sobre primeira fase de acordo comercial EUA-China
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Milho sobe 1,63% na Bolsa de Chicago com rali do petróleo e compras de etanol
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: