UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Soja fecha em baixa na CBOT pressionada pela ausência de notícias sobre China e EUA  

17/10/2019 - Os preços da soja deixaram a estabilidade para fechar o pregão desta quarta-feira (16) em queda na Bolsa de Chicago. Os futuros mais negociados recuaram entre 3,75 e 6,25 pontos, com pressão que vem, principalmente, de informações consistentes sobre as relações comerciais entre China e Estados Unidos.

Dessa forma, o contrato novembro/19 fechou o dia com US$ 9,28 por bushel, enquanto o maio/20, referência para a safra do Brasil, foi a US$ 9,63.

Enquanto chineses e americanos não se ajustam, a demanda pela soja dos EUA continua com uma grande incógnita sobre seu futuro. E novas farpas trocadas entre os dois países nesta quarta alimentaram ainda mais as especulações de que um acordo efetivo entre os países está bastante distante.

Como explicou o analista de mercado e economista Camilo Motter, da Granoeste Corretora de Cereais, o mercado internacional tem tido de lidar com ameaças de cancelamento de compras, o presidente norte-americano Donald Trump fazendo algumas imposições políticas em negociações com a nação asiática e mais a falta de novidades sobre a tal ´fase um´ do acordo que teria sido firmado na última sexta-feira (11).

Além das questões geopolíticas, houve pressão ainda do avanço da colheita nos EUA, segundo explicou o analista de mercado Ben Potter, do portal Farm Futures. Embora haja um atraso considerável em relação aos últimos anos, o número até o último domingo ficou em 26%, enquanto o mercado esperava 25%.

E as previsões climáticas para os próximos dias são mais favoráveis para os trabalhos de campo, com chuvas mais limitadas e de menor volume.


Preços no Brasil

No Brasil, os preços dos portos se mantiveram estáveis apesar das baixas em Chicago e de uma baixa do dólar frente ao real nesta quarta-feira. A soja disponível ficou em R$ 89,00 no terminal de Paranaguá, enquanto perdeu 0,22% para R$ 89,30 em Rio Grande.

Para a soja da safra nova, os valores se mantiveram em R$ 87,00 no terminal paranaense e em R$ 87,50 no terminal gaúcho.

No interior, o mercado continua acompanhando seus fundamentos e altas e baixas foram registradas nas praças de comercialização pesquisadas pelo Notícias Agrícolas. Em Itiquira, Mato Grosso, por exemplo, o preço subiu 0,63% para R$ 80,50 por saca, enqunto em Sorriso, o valor balcão cedeu 1,37% para R$ 72,00.

16/10/19
Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/11/19 - Soja segue em alta na Bolsa de Chicago nesta 3ª, mas sem força e à espera de notícias
  - Milho segue subindo em Chicago nesta terça-feira na esteira da lenta colheita americana
  - USDA informa nova venda de milho de 191 mil t
  - Milho: colheita lenta sustenta leves altas em Chicago nesta terça-feira
  - Dólar opera em alta após recorde de fechamento na véspera e chega a R$ 4,21
  - Safra 2019/20 de soja deverá ter uma área 2,3% maior
  - USDA: Colheita da soja se alinha com índice de 2018; milho ainda traz severo atraso
  - Soja renova mínimas em Chicago e tem menor preço em 7 semanas nesta 2ª feira
  - USDA: Embarques semanais de soja dos EUA superam expectativas do mercado
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Soja fecha em baixa na CBOT pressionada pela ausência de notícias sobre China e EUA
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: