UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Petrobras cancela contrato de R$ 872 milhões com a McLaren  

18/10/2019 - Em meio a um documento sobre as ações nos nove primeiros meses do governo Jair Bolsonaro, o Ministério da Economia informou que a Petrobrás cancelou o contrato de patrocínio da estatal com a equipe McLaren na Fórmula 1. O valor do contrato era de 163 milhões de libras esterlinas (R$ 872,5 milhões). O documento, elaborado pela equipe do secretário de Política Econômica (SPE), Adolfo Sachisida, classifica o contrato como "injustificável".

O acordo foi assinado quando a Petrobras era comandada por Pedro Parente, durante o governo Michel Temer. Em fevereiro deste ano, a Petrobras havia informado que estava revendo a sua política de patrocínios. Em maio, Bolsonaro anunciou no Twitter que estava buscando uma maneira de rescindir o contrato de publicidade com a equipe britânica, válido por cinco anos.

A informação sobre o contrato da McLaren foi incluída em trecho do documento sobre energia barata para uma economia competitiva.

No texto, o destaque foi feito ao processo acelerado de desinvestimento que vem sendo realizado pela Petrobrás desde a posse do governo Bolsonaro: 64 campos de petróleo foram vendidos; oito outras empresas subsidiárias foram privatizadas, entre elas a gigante BR Distribuidora e a refinaria de Pasadena. A Petrobrás informou ao Estado que não iria se pronunciar sobre o acordo com a McLaren.

A Petrobras tem diminuído o investimento em patrocínio ao esporte neste ano. A decisão foi tomada a partir da chegada de Roberto Castello Branco à presidência da estatal. Com isso, alguns projetos estão perdendo o apoio ou as suas verbas foram diminuídas.

A Petrobras não é a única estatal que está revisando seus gastos no esporte. Recentemente, os contratos dos Correios com algumas confederações esportivas nacionais, como a de esportes aquáticos, rúgbi, tênis e handebol, terminaram ou se encerram nos próximos dias e não houve sinalização para renovação.

Procurada, a McLaren informou via assessoria de imprensa nesta sexta-feira que "os assuntos são comercialmente confidenciais e que, por isso, não poderia fazer comentários adicionais no momento".

Fonte: Estadão Conteúdo
Texto extraído do portal Exame
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
12/11/19 - Petrobras conclui deslistagem de suas ações na Argentina
01/11/19 - Petrobras diz que custos com limpeza de praias não terão impacto relevante
31/10/19 - Petrobras prevê ganhos com implantação de réplicas digitais em refinarias neste ano
30/10/19 - Ultra e Raízen devem entrar na briga por compra de refinarias da Petrobrás
  - Petrobras prevê ofertar metade da capacidade de transporte de gás a terceiros
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Petrobras cancela contrato de R$ 872 milhões com a McLaren
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: