Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Soja sobe em Chicago nesta 3ª com trabalhos de campo evoluindo menos do que esperado nos EUA
Publicado em 25/06/2019 às 08h18
Com os trabalhos de campo ainda abaixo do esperado nos Estados Unidos, o preços da soja continua subindo na Bolsa de Chicago. Perto de 7h45 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 5,50 e 6,50 pontos, com o julho valendo US$ 9,15 e o agosto, US$ 9,21 por bushel. O mercado reage hoje aos números trazidos no fim da tarde pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) após o fechamento do pregão.

A instituição informou que 85% da área já foi semeada, enquanto na semana passada eram 77%. A média esperada pelo mercado era de 87%, no ano passado o plantio já estava concluído e a média plurianual da oleaginosa é de 97%. E neste caso, Ohio é quem lidera o atraso, com apenas 65% de seu plantio concluído, contra 99% do ano passado e 98% de média.

Além disso, reportou ainda que 71% das lavouras de soja já germinaram até o último domingo (23), enquanto eram 55% na semana passada e 91% de média plurianual.

Pela primeira vez nesta safra, o USDA trouxe os índices de condições de lavouras mostrando 54% delas em condições boas ou excelentes. O mercado esperava 57%. Há um ano, 75% das lavouras estavam em boas/excelentes condições e a média é de 69%. São ainda 36% dos campos em estado regular e 10% em situação ruim ou muito ruim.

"O mercado dos grãos continua subindo na medida em que as condições desfavoráveis no Corn Belt - com o excesso de chuvas e as baixas temperaturas - seguem marcando esta safra. Agora, se espera a confirmação de um tempo um pouco mais quente e seco nas próximas semanas, como mostram as últimas previsões", explicam os consultores da Allendale, Inc.

Ainda nesta semana, intensa especulação também sobre os boletins que o USDA traz na sexta-feira, 28, de estoques trimestrais e, principalmente, área de plantio, bem como sobre a reunião do G20 que começa na sexta também, e onde podem se encontrar Donald Trump e Xi Jinping.
Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.