Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Real fraco impulsiona queda dos lotes de açúcar bruto e branco
Publicado em 21/02/2020 às 08h56
Foto Notícia
Os lotes de açúcar bruto recuaram nessa quinta-feira (20) na bolsa de Nova York, impulsionado pela fraqueza do real brasileiro. Os contratos para março/20 recuaram 18 pontos e fecharam cotados em 15.40 centavos de dólar por libra-peso. Na tela maio/20 os papéis foram firmados em 14.94 centavos de dólar por libra-peso, queda de 14 pontos. Os demais contratos desvalorizaram entre 3 e 11 pontos.

Segundo a Reuters, "a recente fraqueza do real brasileiro incentivou ainda mais a venda de açúcar no mercado de exportação, onde é cotado em dólares. Ainda assim, o açúcar tem sustentação das previsões crescentes de déficit para esta temporada, com preocupações centradas na Tailândia, um dos principais exportadores".

Em Londres, os contratos do açúcar branco, com vencimento para maio/20 foram comercializados em US$ 419,70 a tonelada, queda de 2,30 dólares. Os contratos para agosto/20 fecharam em US$ 412,40 a tonelada, recuo de 2 dólares. Os outros vencimentos recuaram entre 90 cents e 1,90 dólar. A exceção foi o lote para outubro/21 que valorizou 20 cents de dólar.


Mercado doméstico

Ontem, no mercado paulista, a saca de 50 kg de açúcar cristal registrou alta de 0,63% e fechou o dia cotada em R$ 80,43, de acordo com o indicador Cepea/Esalq da USP.


Etanol

Pelo índice da Esalq/BM&F Bovespa, Posto Paulínia, o etanol hidratado se manteve em alta, com o metro cúbico comercializado a R$ 2.204,00, valorização de 0,11% no comparativo com a véspera.
Rafaela Giomo
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.