Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Primeiros contratos do milho no Brasil abrem a quinta-feira em alta
Publicado em 09/07/2020 às 11h19
Os preços futuros do milho abriram a quinta-feira (09) com movimentações em campo misto na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam flutuações entre 0,18% negativo e 0,44% positivo por volta das 09h21 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 50,56 com valorização de 0,44%, o setembro/20 valia R$ 47,90 com ganho de 0,23%, o novembro/20 era negociado por R$ 49,31 com queda de 0,18% e o janeiro/21 tinha valor de R$ 50,70 com estabilidade.

Os primeiros contratos do cereal brasileiro seguem sustentados pelo ritmo lento da colheita nas principais regiões produtoras do Brasil.


Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) começou o dia registrando ganhos para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações contabilizavam movimentações positivas entre 4,50 e 6,50 pontos por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,54 com elevação de 6,50 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,52 com valorização de 5,75 pontos, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,59 com alta de 5,25 pontos e o março/21 tinha valor de US$ 3,69 com alta de 4,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os grãos foram mais altos no comércio da noite para o dia, enquanto o clima quente opressivamente continua em partes do Meio-Oeste.

"As temperaturas nos dígitos triplos (Fahrenheit) são esperadas novamente em partes de Oklahoma e Texas e os valores do índice de calor devem estar acima de 100 graus (mais de 37°C) em partes de Ohio nesta tarde", diz o analista Tony Dreibus.

A publicação destaca ainda que, foram emitidos avisos de calor nessas áreas e qualquer pessoa que trabalhe fora é aconselhada a ser cautelosa.

"O clima quente está chegando em um momento ruim, pois grande parte da safra de milho está na fase crítica de silagem. Cerca de 10% do milho dos EUA estava sedimentando a partir de domingo, atrás dos 16% normais para esta época do ano, de acordo com o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos)", alerta Dreibus.
Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas