Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Reserva mantida pela Usina Coruripe no Norte de Minas completa 15 anos de atividades
Publicado em 16/12/2020 às 08h03
Foto Notícia
RPPN Porto Cajueiro, localizada no município de Januária, reforça compromisso da empresa com a preservação do meio ambiente; Projeto Bicudo é um dos destaques

A Usina Coruripe, uma das maiores do setor sucroenergético do país, acredita que uma atuação responsável e sustentável pode fazer a diferença para a manutenção da biodiversidade. Mais do que investir em políticas de sustentabilidade, a empresa alia o desenvolvimento de seus negócios à preservação dos recursos naturais. Uma das iniciativas da Coruripe é a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Porto Cajueiro, localizada no município de Januária, no Norte de Minas. Neste mês, a reserva completa 15 anos de atividades e reforça o compromisso da companhia com o meio ambiente.

Atuando em diversas frentes ---principalmente na manutenção e proteção da diversidade biológica, promoção de estudos e de iniciativas de conscientização da população---, a reserva possui uma área de 6.190 hectares dentro de uma propriedade de 9.916,78 hectares, sendo o bioma cerrado predominante. Os resultados ao longo desses 15 anos de atividades são significativos e demonstram a importância da manutenção de uma RPPN na região. A empresa mantém um projeto de monitoramento de mamíferos, que auxilia no desenvolvimento de estratégias e ações de proteção, conservação e manejo das espécies. Há, também, a coleta de informações para inventariar espécies da anurofauna em áreas do rio Carinhanha, a fim de apontar medidas efetivas de conservação da fauna de anfíbios.

Além disso, o Projeto Bicudo se tornou uma das principais iniciativas encabeçadas atualmente pela empresa, o que motivou a inclusão do pássaro no novo design da logomarca da RPPN. Essa espécie, de nome Sporophila maximiliani, conhecido popularmente como Bicudo, pássaro que se destaca na natureza pela sonoridade e potência do canto. Depois de décadas de caça ilegal, esteve na relação de animais extintos em Minas Gerais e há quase 30 anos não era avistado na região.

Em 2018, em uma iniciativa inédita da Coruripe, foram reintroduzidos alguns exemplares da espécie na reserva com o objetivo de recuperar a população de bicudos. Além de soltura e monitoramento da espécie, estão sendo executadas ações com a comunidade para sensibilizar as pessoas em relação à importância da manutenção da biodiversidade na região.

"A sustentabilidade e as questões ambientais estão em nosso DNA e a preservação da natureza e o cuidado com o ser humano são prioridades na empresa. Sabemos que o nosso negócio depende diretamente de um equilíbrio com o meio ambiente, seja por meio de uma qualidade e quantidade de água disponível ou por um solo fértil. Para isso, criamos e preservamos grandes áreas de florestas nativas e respeitamos as áreas de preservação permanente em nossos rios e lagos, bem como o monitoramento e a reintrodução de espécies ameaçadas de extinção. Os resultados são imensuráveis e trazem benefícios não somente para a Coruripe mas para toda a população", destaca o gerente de Sustentabilidade da Usina Coruripe, Bertholdino Apolônio Teixeira Junior.

Sobre a Usina Coruripe

A Usina Coruripe, controlada pelo grupo Tércio Wanderley, com sede em Coruripe (AL) e fundada em 1925, é a maior empresa do setor sucroenergético no Norte/Nordeste. Está também entre os maiores grupos do setor em Minas Gerais e é uma das 10 maiores do Brasil. Com quatro unidades em Minas Gerais (em Iturama, Campo Florido, Carneirinho e Limeira do Oeste), uma em Alagoas (Coruripe) e um terminal ferroviário próprio em Fernandópolis (SP), a Usina Coruripe possui capacidade de moagem de 15 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, produz mais de 1 milhão de toneladas de açúcar, cerca de 500 milhões de litros de etanol, com capacidade de armazenagem de cerca da metade dessa produção, e comercializa energia renovável produzida a partir da queima de biomassa.
Assessoria de Imprensa - Grupo Coruripe
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.