Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Soja: disponível baixo com China de volta às compras e financeiro apoiam alta
Publicado em 23/02/2021 às 10h47
A saída da China do prolongado feriadão do Ano Novo Lunar e um ambiente econômico internacional pouco mais esperançoso estão impulsionando a soja na bolsa mercantil de Chicago. A commodity próxima dos 20 pontos, depois de duas sessões de altas modestas e duas de baixas, após dados sobre a nova safra dos Estados Unidos.

Às 9h35 (Brasília), o contrato para entrega em maio segue em mais 1,37%, a US$ 14,06.

Os chineses voltando às compras encontram a soja disponível muito apertada no mercado americanos. No Brasil, o atraso da colheita deixa a oferta reduzida -- na comparação com o mesmo período de 2020 --, atendendo basicamente contratos já firmados.

Os trabalhos de campo estão lentos desde o plantio mais tardio do grão e, atualmente, contando com chuvas interrompendo as máquinas em algumas regiões e em portos.

Além dos fundamentos, o financeiro estimula os fundos a comprarem a soja -- pelo menos antes da abertura das bolsas de valores nos Estados Unidos -, com projeções mais otimistas sobre a retomada de mercados com restrições mais brandas acompanhando a vacinação.

O petróleo, por exemplo, encontra suporte acima dos US$ 64,70, contando com a expectativa de demanda e produção devagar nos Estados Unidos após a onda de frio.
Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.