Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Raízen investe R$ 345 milhões em renovação de frota para a próxima safra
Publicado em 08/04/2021 às 12h17
Focada em garantir uma operação cada vez maior e eficiente, pautando-se sempre nas melhores práticas de sustentabilidade e buscando sempre o que há de mais inovador em seus mercados de atuação, a Raízen - empresa integrada de energia, líder na produção de açúcar, etanol e bioenergia no país -, se prepara para dar início a safra 21´22 com uma renovação robusta de frota e maquinários agrícolas na ordem de R$ 345 milhões.

O montante foi destinado a mais de 500 equipamentos, entre eles, colhedoras, carretas e caminhões (cavalo mecânico) canavieiros, além de caminhões semiautônomos - uma novidade na operação agrícola, que passará a utilizá-los no transbordo da cana-de-açúcar. O investimento reforça o trabalho intenso da Raízen para o desenvolvimento e fomento de novas soluções e tecnologias nas mais diversas frentes de sua atuação e que possam vir a revolucionar o agronegócio ou etapas da produção como um todo. Os novos equipamentos serão destinados à renovação da frota de todos os polos de operação da companhia.

"Na busca pela otimização de recursos e maior eficiência na operação e custos como um todo, investimos em frotas e equipamentos que entreguem alta performance e tecnologia. Para isso, buscamos nos mais diversos parceiros o que há de mais inovador no mercado e os estimulamos com o intuito de maximizarmos sinergias complementares ao negócio, uma vez que cada fornecedor da Raízen também é parte fundamental em toda a cadeia produtiva e um parceiro estratégico dentro da nossa jornada", afirma Henrique Nakamura, diretor de Suprimentos da Raízen.

A nova frota vem para entregar às operações agrícolas da companhia ainda mais segurança, performance e qualidade, além de proporcionar uma significativa redução do consumo de combustível, onde, para os caminhões que passarão a operar na frente de colheita, por exemplo, essa redução pode chegar a cerca de 40% em relação a operação atual. Todas estas tecnologias possibilitarão à Raízen um ganho de produtividade nos canaviais além de um consumo menor de recursos, consolidando uma cadeia produtiva cada vez mais eficiente, responsável e sustentável.

"Com esta negociação, a Raízen conta com a máxima eficiência na área agrícola de suas 26 unidades de produção de etanol, açúcar e bioenergia, além da alta tecnologia embarcada nos equipamentos, o que também nos possibilitará reduzir o consumo de combustível e colaborar com a promoção de impactos positivos no meio ambiente, na rotina, qualidade de vida e produtividade da mão de obra de todo o processo produtivo, bem como na sociedade impactada pelo negócio", destaca Rodrigo Morales, gerente corporativo de Operações Agrícolas da Raízen.
Fonte: Raízen
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas