Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Brasil terá explosão de investimentos nos setores de petróleo, gás, biocombustíveis e elétrico até 2030, afirma o MME
Publicado em 19/04/2021 às 15h00
Brasil irá investir bilhões anualmente nos próximos dez anos nas áreas de biocombustíveis, gás, petróleo e elétrico.

O setor energético do Brasil será o grande líder de investimentos nos próximos anos. Quem trouxe mais dados sobre o tema foi o ministro de MME (Minas e Energia), Bento Albuquerque. Ele deu uma longa entrevista para o Brasil em Pauta, da TV Brasil, onde destacou que os setores de gás, petróleo, biocombustíveis e elétrico ganharão bilhões anualmente em investimentos até o ano de 2030.

O ministro destacou que o setor de energia será o grande alvo de investimentos anuais ao longo da década que está apenas começando. Os investimentos poderão superar facilmente a marca de R$ 3 trilhões até 2030, gerando empregos e aumento da competividade nos setores de gás, petróleo, biocombustíveis e elétrico.

"O maior investimento realizado no país tem sido no setor de energia, seja no setor de petróleo, gás e biocombustíveis, seja no setor elétrico. São investimentos bilionários -- nos próximos dez anos, devemos ter investimentos da ordem de R$ 3 trilhões, e isso tem ocorrido ano a ano", declarou o Ministro do MME.

Brasil atrai investimentos por diversos fatores, explica o ministro

O ministro de MME ainda destacou que essa quantidade de investimentos no setor energético acontece porque o país possui alguns fatores importantíssimos para os investidores, tais como: segurança jurídica e diversidades de fontes de energia. Bento Albuquerque destacou que somente em 2021 serão realizados seis leilões em gás, petróleo e elétrico.

Um exemplo global em energia renovável

Bento também destacou que 83% de toda a energia do Brasil é renovável. Em comparação com países do primeiro mundo, esses valores não passam de 25%. O ministro do MME reafirmou o papel fundamental do Brasil no ramo da energia renovável mundo afora. O Brasil é visto como uma referencia global no tema, sendo chamado pela ONU para liderar um grupo de países na transição energética. O país irá apresentar o seu trabalho na área na Assembleia Geral da ONU em setembro.

O governo vem trabalhando para privatizar portos, aeroportos, ferrovias e áreas de exploração de petróleo e gás. O governo tem preparado o leilão da Bacia Potiguar, que fica em Fernando de Noronha. A ANP deve realizar o leilão de exploração de petróleo e gás na área, gerando ainda mais investimentos ao setor no Brasil. Todavia, este projeto é muito polêmico. O Deputado Túlio Gadêlha, do PDT, entrou com uma ação no STF para tentar barrar os leilões a serem realizados.
Fonte: Click Petróleo e Gás
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.