Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Importações de diesel crescem em abril
Publicado em 07/05/2021 às 16h45
As importações brasileiras de diesel aumentaram em abril, impulsionadas pelas colheitas das safras de soja e de cana-de-açúcar, enquanto as compras de gasolina caíram no período em que o país enfrentou o pior momento da pandemia de Covid-19.

As exportações de ambos combustíveis caíram no mês passado, refletindo a decisão das refinarias de priorizarem o mercado doméstico.

As importações de diesel aumentaram 40pc na comparação anual, para 1,4 milhão de m³, e cresceram 35pc em relação ao mesmo período de 2019, um ano antes que a pandemia de Covid-19 atingisse o país. Os Estados Unidos foram o principal fornecedor, responsável por 26pc do volume comprado, seguidos por Arábia Saudita (21pc) e Índia (20pc), de acordo com dados do Ministério da Economia.

As exportações de diesel recuaram 98pc na comparação anual, para 2,1 milhões, e caíram 44pc ante abril de 2019. Quase 60pc dos embarques foram para Malta, seguidos pelas Ilhas Marshall (13pc) e pelo Panamá (12pc).

As importações de gasolina caíram 81pc em comparação com os níveis de 2020 e 2019, atingindo o menor nível em 30 meses, de 92.100 m³. Todo o volume comprado veio dos Estados Unidos.

As exportações de gasolina aumentaram 56pc em comparação com 2020, para 243.100 m³, mas caíram 7,7pc ante 2019. Quem mais recebeu gasolina embarcada foram os EUA (62pc), seguidos por Holanda (20pc) e Cingapura (18pc).
Isaque Rocha
Fonte: O Petróleo
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas