Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Embarques na Índia, como açúcar, podem ser impactados com crise da Covid-19
Publicado em 18/05/2021 às 08h48
A crise da Covid-19 na Índia começou a atingir as exportações nos principais portos do país, incluindo produtos como o açúcar, segundo informações reportadas pela agência de notícias Bloomberg, podendo colocar em risco o abastecimento global.

O Porto de Karaikal, no Sul da Índia, tido como o maior terminal não estatal do país, anunciou nos últimos dias o uso da força maior até 24 de maio, com operações "gravemente afetadas" pela pandemia, segundo nota no site oficial do terminal.

Nesse cenário, as empresas ficam isentas de cumprir compromissos contratuais.

O terminal de Karaikal é conhecido pelos embarques de carvão, açúcar, petróleo, entre outras commodities do país. O Porto de Gopalpur, em Odisha, também declarou força maior, segundo a consultoria IHS Markit, com divulgação da Bloomberg.

Um dos principais terminais de exportação da Índia, o Porto de Visakhapatnam, também tem impactos parciais com a pandemia.

O temor do mercado é que qualquer atraso nos embarques indianos impacte as cadeias globais de abastecimento. A estimativa era de que a Índia teria quase 22 milhões de toneladas programadas em maio, mas a força maior e a falta de mão de obra coloca em risco essa projeção.

Algumas regiões na Índia estão em lockdown, em meio pico de mais de 4 mil mortes por dia no país, com escassez de vacinas e infraestrutura médica, apesar de o governo do país ser contra as restrições nacionais.
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.