Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
MME celebra 61 anos e destaca conquistas da pasta; RenovaBio é destaque em vídeo comemorativo
Publicado em 27/07/2021 às 14h18
Foto Notícia
O Ministério de Minas e Energia (MME) completou na última semana 61 anos desde que foi criado. Celebrando este importante marco, o MME editou um vídeo (assista aqui) destacando o importante trabalho que tem sido realizado pelo Ministério nos últimos anos, sob a liderança do Ministro Bento Albuquerque.

Segundo o MME, o vídeo mostra mais de seis décadas de trabalho para transformar recursos naturais em prosperidade e bem-estar social. "Nos últimos dois anos e meio, o MME tem atuado, incansavelmente, para promover investimentos nas áreas em que atua, promovendo a geração de emprego e renda para milhões de brasileiros. Isso é fruto do trabalho conjunto entre o Governo Federal, o Congresso Nacional, o Judiciário e os órgãos de controle", apontou o Ministro Bento Albuquerque.

Nos dois anos e meio da atual gestão do MME foram destacados avanços no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis, liderado pelo Secretário José Mauro Coelho. Dentre as conquistas neste setor foram destacados os leilões que estiveram entre os maiores do mundo, sendo o dos excedentes da Cessão Onerosa o maior deles. "Também foram alcançados recordes na produção e exportação de petróleo. Atualmente, o Brasil é o sétimo maior produtor e exportador do mundo e, até 2030, estará entre os cinco maiores", destacou José Mauro.

O secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME destacou ainda que o Ministério "estabeleceu diretrizes para a revitalização da atividade de exploração de petróleo e gás natural em áreas terrestres, além de colocar em prática o programa "Renovabio", importante iniciativa para a expansão dos biocombustíveis, que contribuirão para a redução de emissões de gases causadores do efeito estufa".

Outros pontos destacados pelo MME são em relação à visão de médio e longo prazos. "Cabe destacar que, há mais de uma década sem atualização, foram publicados o Plano de Expansão de Energia 2030 (PDE-2030) e o Plano Nacional de Energia 2050 (PNE-2050), referências para a realização de leilões que atenderão à demanda e trarão investimentos, até o final da década, de R$ 2,7 trilhões, sendo R$ 2,3 trilhões relacionados ao petróleo, gás e biocombustíveis e R$ 365 bilhões para a geração centralizada/distribuída e transmissão de energia elétrica".

Confira o vídeo na íntegra clicando aqui.
Fonte: Agência UDOP de Notícias
Copyright© 2008 - UDOP.
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
Mais Lidas