Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Terminal ferroviário da Rumo vai receber grãos de Goiás e do leste de MT
Publicado em 28/07/2021 às 08h45
Foto Notícia
A concessionária de ferrovias Rumo abre hoje (27) a operação de seu terminal ferroviário em Rio Verde (GO), a maior unidade da Malha Oeste, com capacidade de operação de 11 milhões de toneladas de grãos e farelo de soja por ano, para atender Goiás e o leste do Mato Grosso.

O terminal, ligado por um trecho de quase 200 quilômetros de trilhos até São Simão (GO), escoará produção da maior região do agronegócio do país até o Porto de Santos (SP), levando fertilizantes no retorno.

Segundo o vice-presidente comercial da Rumo, Pedro Palma, o modal permitirá ofertar aos produtores do Centro-Oeste uma solução de transporte de 15% a 20% mais barata do que a feita hoje por meio de caminhões e mesmo pela hidrovia Tietê-Paraná.

"O terminal também terá capacidade de carregar um trem de 120 vagões em menos de 8 horas", disse ele à Reuters.

A empresa também terá também em Rio Verde um outro terminal para líquidos, descendo etanol para Paulínia (SP), com os trens voltando carregados com diesel e gasolina.

Há também em construção um terminal de fertilizantes, em parceria com a Andali, com previsão para começar a operar no primeiro semestre de 2022, com capacidade de 1,5 milhão de toneladas por ano. A Rumo também ainda vai ligar à concessão no ano que vem um terminal em Iturama (MG) para açúcar.

Os projetos são parte dos planos de expansão dos tramos central e sul da Ferrovia Norte-Sul, cuja concessão de 30 anos foi arrematada pela Rumo em março de 2019, trecho de 1.537 quilômetros ligando Porto Nacional (TO) e Estrela D?´Oeste (SP), que a Rumo chama de Malha Central.

Segundo Palma, outros dois terminais devem ser erguidos até 2024, um no norte de Goiás e outro no sul de Tocantins.

Para ter a Norte-Sul toda conectada, a Rumo ainda fará um trecho ligando Rio Verde a Ouro Verde de Goiás, de cerca de 250 quilômetros, o que deve interligar a concessão também para o Norte do país, até o Porto de Itaqui.
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas