Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Com alta de preços, exportação do agronegócio brasileiro tem recorde em abril
Cifra representa alta de 14,9% em relação a abril de 2021 e ocorre apesar de um recuo nos volumes de soja em grão
Publicado em 24/05/2022 às 11h22
Foto Notícia
As exportações do agronegócio do Brasil totalizaram US$ 14,86 bilhões em abril, valor recorde para o mês, impulsionado principalmente pela alta nos preços de soja, café, frango e carne bovina, disse o Ministério da Agricultura em nota nesta sexta-feira (20).

A cifra representa alta de 14,9% em relação a abril de 2021 e ocorre apesar de um recuo nos volumes de soja em grão, o principal produto da pauta de exportação do Brasil, que sofreu com uma severa quebra na safra da oleaginosa.

Considerando todos os produtos, a elevação dos preços dos alimentos no mercado internacional também explica o incremento no valor das exportações, mesmo após queda no volume embarcado (-13,2%), segundo levantamento da Secretaria de Comércio de Relações Internacionais do ministério.

O complexo soja (grãos, farelo e óleo) teve vendas de US$ 8,09 bilhões em abril, influenciadas principalmente pela expansão dos preços médios de exportação, que subiram 41,4% em relação a 2021.

Sozinha, a exportação de soja em grão somou US$ 6,73 bilhões em abril de 2022 (+1%), com os preços mais do que compensando a acentuada redução do volume exportado, de 16,1 milhões de toneladas no mesmo mês de 2021 para 11,5 milhões de toneladas em 2022 (-28,8%).

As exportações de farelo de soja aumentaram para US$ 939,97 milhões em 2022 (+49,1%) --a quantidade exportada aumentou para 1,72 milhão de toneladas (+23,7%), enquanto o preço médio de exportação subiu 20,5%.

Ainda no setor de soja, as exportações de óleo subiram para US$ 415,71 milhões em abril (+81,3%), com alta de 24,6% no volume, alcançando 260,2 mil toneladas.

As vendas externas de carnes alcançaram US$ 2,15 bilhões em abril, alta de 36,9%.

As exportações de carne bovina registraram o valor recorde de US$ 1,10 bilhão em abril (+56,2%), segundo o ministério, que citou expansão do volume exportado (+22,1%) e do preço médio de exportação (+27,9%), com forte demanda da China e dos Estados Unidos.

Nas exportações de carne de frango, o valor alcançado também foi recorde para toda a série histórica, com US$ 802,80 milhões (+34,3%).

A quantidade exportada de carne de frango subiu 5,6%, enquanto o preço médio de exportação avançou 27,2%.

O setor cafeeiro exportou 734,16 milhões, valor 43,5% acima de abril de 2021.

De acordo com a análise, o fator preço é preponderante para a elevação desse valor.

As exportações recordes ocorreram em função do incremento de 82,7% no preço médio, pois a quantidade exportada caiu 20%.
Fonte: CNN Brasil
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas