Indústria sucroenergética lidera na geração de novos postos de trabalho em MS  

07/06/2019 - Com 19 unidades em operação em Mato Grosso do Sul, a indústria sucroenergética, responsável pela fabricação de etanol e açúcar a partir da cana-de-açúcar, gerou 747 novos postos de trabalho no período de janeiro a abril deste ano. A informação é do Radar Industrial da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul [Fiems].

De acordo com o levantamento, que traz dados do CAGED [Cadastro Geral de Empregados e Desempregados] segundo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE 2.0), a atividade de fabricação de etanol lidera na geração de empregos entre outras 116 atividades industriais no Estado. O saldo é de 618 novos postos de trabalho no primeiro quadrimestre do ano. Já a produção de açúcar foi responsável por mais 129 oportunidades no mesmo período.

Para o presidente da Biosul [Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul], Roberto Hollanda Filho, o setor sucroenergético reagiu em termos de produção na última safra e a geração de novos postos de trabalho sinaliza a boa perspectiva do setor para o novo ciclo. "Com o início da safra 2019/2020 já esperávamos um saldo maior de contratações, mas o número superou as nossas expectativas, o que é uma boa notícia para o setor e para o Estado", explica. A safra da cana-de-açúcar teve início dia 1 de abril e segue até 31 de março de 2020.


Empregos

Ao todo, o setor sucroenergético é responsável por mais de 32 mil empregos diretos [Rais/CAGED/Biosul]. Para cada emprego direto, segundo economistas, são gerados três indiretos, o que soma mais de 96 mil empregos indiretos gerados pelo setor.

Destaque entre as atividades agroindustriais do Estado, oferece a melhor média salarial entre as indústrias com mais de 10 mil empregos gerados.


Biosul

A Biosul - Associação de Produtores de Bioenergia de Mato grosso do Sul - é a entidade representativa da indústria sucroenergética do Estado. Iniciou suas atividades em 2009, com perfil voltado para o associativismo, fruto do interesse setorial em comum do Sindal-MS, Sindaçúcar-MS e Sinergia-MS (Sindicatos das Indústrias de Fabricantes de Álcool, de Açúcar e de Geração de Energia Elétrica de Pequeno e Médio Porte). Atualmente, todas as usinas em operação em Mato Grosso do Sul estão associadas à Biosul.

Fonte: Biosul
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Imprimir