Bovespa sobe e volta a atingir os 100 mil pontos  

19/06/2019 - O principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, passou a operar em alta na tarde desta quarta-feira (19), e voltou a atingir os 100 mil pontos, de olho nas decisões sobre as taxas básicas de juros dos Estados Unidos e do Brasil. É a terceira vez que a bolsa atinge esse patamar - a primeira foi em março deste ano.

Às 16h12, o Ibovespa tinha alta de 0,67%, a 100.070 pontos. Na véspera, a bolsa fechou em alta de 1,82%, a 99.404 pontos, no maior patamar de fechamento desde 19 de março.

Nesta tarde, o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) informou sua decisão de manter a taxa de juros norte-americana no no intervalo de 2,25% a 2,5%, conforme era esperado pelo mercado. No comunicado, o BC dos EUA apontaram os sinais de continuidade do crescimento econômico no país, mas também citou aumento de incertezas.

O Banco Central brasileiro também ocupa as atenções nesta quarta-feira, mas terá sua decisão sobre a taxa básica de juros conhecida apenas após o fechamento do mercado. Pesquisa Reuters apurou que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central deverá manter a Selic a 6,5% ao ano.

"As apostas são de que a autoridade monetária sinalize corte(s) de juros nas próximas reuniões", destacou a equipe da Coinvalores em nota a clientes.

Fonte: Portal G1
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Imprimir