Etanol: Baixa procura reduz liquidez e pressiona valores  

25/06/2019 -

Com o avanço da moagem da safra 2019/20 e a proximidade do pico de colheita, distribuidoras consultadas pelo Cepea têm diminuído o ritmo de compras de etanol, adquirindo apenas volumes pontuais. Esses agentes estão atentos ao possível aumento da oferta nas próximas semanas. Como resultado, a liquidez esteve baixa entre 17 e 21 de junho, e o volume de biocombustível negociado caiu em relação ao coletado pelo Cepea na semana anterior (de 10 a 14 de junho). 

Considerando-se a média parcial de junho (até o dia 21), no entanto, o volume negociado já supera em 9,7% o do mesmo período de junho de 2018. Assim, o menor ritmo de negociação somado à entrada de etanol de outros estados no mercado spot de São Paulo e ao etanol contratado abastecendo as bases paulistas pressionaram os valores do hidratado e do anidro. Entre 17 e 21 de junho, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado foi de R$ 1,6105/litro (sem ICMS e sem PIS/Cofins), queda de 0,43% em relação ao da semana anterior. O Indicador CEPEA/ESALQ do anidro foi de R$ 1,8386/litro (sem PIS/Cofins), recuo de 1,1% na mesma comparação.

Fonte: Cepea
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Imprimir