Preços do petróleo sobem com novo ministro saudita comprometido com cortes de produção  

10/09/2019 - Os contratos futuros do petróleo avançaram cerca de 2% nesta segunda-feira, após o novo ministro de Energia saudita, o príncipe Abdulaziz bin Salman, confirmar expectativas de que manterá a política de seu país de limitar a produção petrolífera para sustentar os preços.

O príncipe Abdulaziz, filho do rei saudita Salman e membro de longa data da delegação saudita na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), substituiu Khalid al-Falih no domingo.

"O anúncio durante o fim de semana da alteração de liderança dentro do Ministério de Energia saudita foi acompanhado de fortes sugestões de que a restrição produtiva permanecerá até que o mercado atinja um melhor equilíbrio", disse em nota Jim Ritterbusch, presidente da Ritterbusch and Associates.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 1,05 dólar, ou 1.7%, a 62,59 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA avançou 1,33 dólar, ou 2,4%, para 57,85 dólares o barril.

Ao falar nesta segunda-feira, o príncipe Abdulaziz disse que os pilares da política para o petróleo da Arábia Saudita não mudariam e que um acordo global para reduzir a produção da commodity em 1,2 milhão de barris por dia será mantido. [nL2N26007P]

Ele acrescentou que a aliança Opep , entre a Opep e outros países, incluindo a Rússia, uma parceria que ele ajudou a consolidar, permanecerá no longo prazo. Ele recusou-se a comentar sobre os preços do petróleo.

09/09/19
Stephanie Kelly com reportagem adicional de Shadia Nasralla e Aaron Sheldrick
Fonte: Reuters
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Imprimir