Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Ao continuar navegando
você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade

Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Ações da Petrobras caem mais de 3% após governo anunciar troca na presidência
Expectativa é que novo indicado, Caio Mário Paes de Andrade, tenha perfil pró-mercado e não altere política de preços
Publicado em 24/05/2022 às 11h03
As ações da Petrobras operam em queda nos primeiros momentos de negociação nesta terça-feira (24), logo após a abertura da bolsa de valores brasileira e do anúncio do governo de mais uma troca na presidência da estatal.

Por volta das 10h11, a ação preferencial da companhia (PETR4) caía 3,62%, cotado a R$ 31,37. Já o papel ordinário (PETR3) desvalorizava 3,36%, a R$ 34,22.

A companhia segue o desempenho de outras empresas ligadas a commodities, especialmente mineradores e siderúrgicas, que caem em bloco após o minério de ferro fechar em queda na China.

Na noite de segunda-feira (23), o Ministério de Minas e Energia anunciou a saída de José Mauro Ferreira Coelho, eleito em 14 de abril, do cargo.

Em seu lugar, foi indicado Caio Mário Paes de Andrade, que vem da vem da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, onde é responsável pela plataforma Gov.br.

A expectativa dos investidores é que Caio Mário Paes de Andrade mantenha um perfil pró-mercado, e não tente alterar a política de preços da Petrobras, de paridade internacional, segundo André Perfeito, economista-chefe da Necton.

"O mercado deve gostar da indicação uma vez que Caio é um profissional ligado aos valores liberais e próximo ao ministro Paulo Guedes", afirma.

Ainda segundo Perfeito, a mudança indica que o Ministério da Economia "está mais no controle do que nunca da petroleira".

"Sob a orientação do novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, se iniciou estudos para a privatização da empresa e provavelmente devemos ver apoio do novo presidente nesse sentido", avalia.

Andrade tem formação em Comunicação Social pela Universidade Paulista, pós-graduação em Administração e Gestão pela Harvard University e Mestre em Administração de Empresas pela Duke University, e é membro do Conselho de Administração da Embrapa e da PPSA (Pré-Sal Petróleo S.A).

Em nota, o ministério justificou a troca citando a escalada nos preços dos combustíveis, e afirmou que Andrade "reúne todos as qualificações para liderar a companhia e superar os desafios que a presente conjuntura impõe".

A indicação ainda precisará ser aprovada pelos acionistas da empresa por meio de uma Assembleia Geral Extraordinária. Como Coelho foi eleito pelo sistema de voto múltiplo, os outros membros do conselho de administração da estatal eleitos junto com ele também serão destituídos. Ao todo, são oito dos 11 atuais.
Fonte: CNN Brasil
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Mais Lidas