Facebook
Instagram
Linkedin
Twitter
Youtube
Fale Conosco
Produção segue avançando forte na Índia
Publicado em 09/02/2021 às 14h37
Foto Notícia
Dados da segunda quinzena de janeiro apontam produção de 3,41 milhões de toneladas elevando acumulado a 17,68 milhões de toneladas. Movimentos de fixações no país sobem para 3 milhões de toneladas em meio a corte de produção da ISMA para 30,2 milhões de toneladas


Os dados mais recentes de moagem quinzenal da Índia da segunda metade de janeiro mostram a continuidade do avanço produtivo no país para a commodity que já totaliza mais de 17 milhões de toneladas. No acumulado do ano os avanços são de 21% enquanto que no mês oscilam em quase 6% quando pegamos os dados quinzenais. Na margem temos crescimento de quase 5%. Tudo isto ocorre poucos dias após a ISMA atualizar a sua estimativa de safra para no final do período de 30,5 para 30,2 milhões de toneladas. Corte de 300 mil toneladas se tornou mais significativo em função do arredondamento da projeção anterior da ISMA de 30,5 para 31 milhões, o que deixou o corte atual mais para 800 mil toneladas do que para os reais 200 mil.

A SAFRAS & Mercado ainda mantém firme o nível de projeção em 35 milhões de toneladas diante de indicações de ampliação de área e chuvas de monções favoráveis na temporada anterior, que proporcionam o forte desenvolvimento e maturação dos canaviais, além da própria especificidade produtiva do país que conta em sua grande maioria com pequenos e médios produtores locais. O USDA em sua estimativa mais recente aponta uma oferta de 33,71 milhões de toneladas. A argumentação da ISMA é de que maior destinação da cana deve ser dada ao etanol com o aumento a demanda local que, em tese, deve dobrar o blend segundo a estimativa do governo. Na prática este é ainda um grande desafio com a mesma meta não tendo sido atingida nos anos anteriores.

Olhando os dados mais recentes podemos observar que na segunda metade de janeiro a produção de açúcar da Índia fora de 3,41 milhões de toneladas sendo um volume 4,99% acima da quinzena imediatamente anterior em 3,24 milhões de toneladas. No ano temos uma vantagem na faixa de 5,90% frente as 3,22 milhões de toneladas que haviam sido produzidas na segunda metade de janeiro do ano passado. Frente a média das últimas 4 safras para o mesmo período que oscila em 3,54 milhões de toneladas temos uma desvantagem de 3,76% da segunda metade de janeiro. Na média da safra observamos que o volume atual em 3,41 milhões de toneladas se mostra 15,72% acima do que geralmente tem se visto nesta temporada em 2,94 milhões de tonelada.

A própria média da safra acabou apresentando um crescimento de 3,25% ao sair de 2,85 para 2,95 milhões de toneladas, em linha com a média de 4 anos que acabou avançando 8,65% no mesmo período ao passar de 3,26 para 3,54 milhões de toneladas. Partindo da estimativa da SAFRAS & Mercado de produção de 35 milhões de toneladas, vemos que a safra atual da Índia já se encontra 50,51% concluída, com o volume de 17,68 milhões de toneladas produzidos até a segunda metade de janeiro. Na safra anterior, nesta época do ano era possível observar um progresso de 53,41%. Como os volumes contratados se encontram em 3 milhões de toneladas, frente a uma meta de exportação de 6 milhões, podemos estimar que a temporada atual já se encontra 50,0% vendida.
Mauricio Muruci
Analista pela Safras & Mercado, atua há 12 anos em análise econômica e de mercados agrícolas. Graduando em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores, não representando,
necessariamente, a opinião e os valores defendidos pela UDOP.
Últimos Artigos
Foto Articulista
MAURICIO MURUCI
VBP da Cana avança R$ 3 bilhões em março
23/04/2021
Foto Articulista
RENATO CUNHA
Os insumos do futuro
15/04/2021
Foto Articulista
GENÉSIO COUTO
Startups, o que aprendemos com elas
22/02/2021