UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Fórum de Articulistas Aumentar a letra    Diminuir a letra
O que é o RenovaBio  

14/06/2017 - O Brasil é o país mais avançado do mundo na área de biocombustíveis, ao substituir 36% da gasolina por etanol, e substituir 8% do diesel fóssil por biodiesel. Em volume, o Brasil é o segundo maior produtor mundial de etanol e biodiesel e tem um grande potencial não só através desses dois energéticos, mas também através do biogás, do biometano e do bioquerosene. No entanto, as bases pelas quais esse mercado tem se desenvolvido ainda são frágeis. A falta de condições estáveis deve levar, ao longo do tempo, a retrocessos no mercado de biocombustíveis, e uma dependência crescente em relação ao uso de derivados fósseis e importações.

O Brasil tem a oportunidade de integrar sua política de desenvolvimento agroindustrial com sua política energética, ao mesmo tempo em que viabiliza o atingimento de seus objetivos de política ambiental, industrial, e de desenvolvimento econômico descentralizado. A proposta atualmente em construção no governo federal é de se criar um arcabouço regulatório que traga previsibilidade e credibilidade, viabilizando condições estáveis para a retomada do investimento privado sustentado nesta área.

A falta de previsibilidade tem resultado num mercado que muda ao sabor do momento, baseado em precificação basicamente à vista, e sem condições que estimulem o investimento em expansão da capacidade de produção.

O RenovaBio é uma proposta de regulação que visa: (i) indução de ganhos de eficiência energética na produção e no uso de biocombustíveis, e (ii) reconhecimento da capacidade de cada biocombustível contribuir para o atingimento de metas de descarbonizarão. A proposta do RenovaBio não está ligada à criação de impostos sobre carbono, ou de subsídios aos biocombustíveis.

O estabelecimento de metas de redução das emissões de carbono para o mercado de combustíveis, em sintonia com os compromissos assumidos pelo País no Acordo do Clima de Paris, vai criar um mercado mais previsível para os biocombustíveis, o que não acontece até hoje.

O RenovaBio não contrapõe os biocombustíveis de origem fóssil - ao contrário, melhora a organização e confere previsibilidade, promove maior eficiência, menores custos, e maior controle contra fraudes no comercio de combustíveis.

O RenovaBio introduz meritocracia no setor de biocombustíveis, confere estimulo à crescente eficiência na sua produção e uso, e está alinhado com os objetivos do Rota2030 (novo Inovar-auto).

A aplicação do RenovaBio vai viabilizar a troca de Certificados de Redução de Emissões (CREs) relacionados ao uso de biocombustíveis, e irá determinar, em condições de mercado, o valor da tonelada de Carbono, viabilizando a inserção dos biocombustíveis na matriz de combustíveis utilizados em transporte. O tamanho do mercado de biocombustíveis estará relacionado à ambição e à velocidade do atingimento das metas de redução de emissão de Carbono.

Biocombustíveis são considerados internacionalmente como opção moderna e ambientalmente avançada para a energia no setor de transportes.

O RenovaBio é uma proposta de regulação construída a partir de conceitos e do aprendizado obtido com as mais modernas iniciativas internacionais, como LCFS e RFS nos EUA, e RED na EU-- mas que vai além, ao induzir e premiar a busca por mais eficiência energética no setor de biocombustíveis. Esta característica permitirá eficiência e competitividade crescentes, com menores custos para a sociedade e os consumidores.


*Artigo originalmente publicado no jornal O Estado de S. Paulo. Extraído do clipping SCA.

Plinio Nastari
Presidente da Datagro
Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores, não representando,
necessariamente, a opinião e os valores defendidos pela UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
13/12/19 - São Martinho eleva produção de açúcar em 11,4% em 2019/20 e em 6,9% a de etanol
  - Otimismo no exterior eleva apetite por risco e dólar cai contra real
  - TRF-5 proíbe venda direta de etanol de usinas a postos de combustíveis em Pernambuco, Alagoas e
  Sergipe
  - Impasse entre áreas do governo paralisa medida provisória da venda direta de etanol
  - Açúcar: contratos futuros valorizam nas bolsas internacionais
  - UDOP defende integração indústria/universidades para aprimorar pesquisas
  - Aposta em mercados emergentes deve continuar em 2020
  - CCT aprova relatório sobre avaliação da política para energias renováveis e biocombustíveis
  - Brasil quer diversificar pauta exportadora para China
12/12/19 - RenovaBio dá previsibilidade que jamais tivemos no Brasil, afirma CEO da Raízen
  - Brasil paga dívidas com ONU e banco do Brics
  - Setor de serviços cresce 0,8% em outubro e tem 2ª alta seguida, diz IBGE
  - LNBR divulga 46ª edição do Boletim de Monitoramento da cana-de-açúcar em São Paulo e Goiás
  - Açúcar: contratos futuros fecham sem tendência definida
11/12/19 - Por ser mais açucareira, usina consorciada do Noroeste paulista adia inauguração para 2020
  - Moody´s melhora perspectiva para setor de etanol e açúcar do Brasil
  - COP 25: Setor já reflorestou mais de 200 mil hectares de mata
10/12/19 - Comissão de Ciência e Tecnologia analisa política pública para energias renováveis e biocombustíveis
  - Óleo de Palma/Malásia termina em queda com temores de baixa demanda
09/12/19 - Balanço e Perspectivas do Setor Agro é tema de debates na Assembleia Legislativa de SP
  - Óleo de Palma/Malásia: Exportação entre 1º E 30 de novembro recua 7,4%, informa inspetor de cargas
  - Pesquisa testa o uso de nióbio como catalisador em célula a combustível
06/12/19 - Alvo de pressão, cúpula da pasta de Minas e Energia deve ser substituída
  - Presidente Executivo da UDOP recebe Prêmio Visão Agro Nacional
05/12/19 - Açúcar sobe acima dos 13 cents em NY; Fava Neves aposta em 15 cts/lb no início da safra 2020/21
04/12/19 - ATR Pernambuco fecha em baixa no mês de novembro
  - Ano marcado por investimento em novas usinas e crescimento das fontes renováveis
03/12/19 - Bradesco lidera oposição de bancos e trava recuperação judicial da Renuka
26/11/19 - Renováveis crescem na AL e Caribe, conclui auditoria
  - Energias Renováveis é tema de seminário do TCU; acompanhe Ao Vivo
22/11/19 - Relevance of LACAf biofuels for global sustainability
  - Graça e oportunidade
  - Ventos favoráveis e a volta do crescimento
21/11/19 - Um cenário promissor
  - Perguntas atuais para futuras decisões de negócios
13/11/19 - Brasil deve elevar mistura de biodiesel para 15% até 2023; movimento impulsiona demanda por soja
11/11/19 - ONU pede maior investimento em fontes renováveis de energia
05/11/19 - Bioenergia é oportunidade
01/11/19 - Ministro elogia eficiência da indústria brasileira de biocombustível e convoca espírito empreendedor
  dos investidores do setor
28/10/19 - Morgan Stanley lista ações que ganharão com mudança climática
17/10/19 - Agência ambiental dos EUA quer mudar forma como define cotas de biocombustíveis
  - Produzir biogás custa, mas pode dar retorno, afirmam executivos do setor
  - Renata Beckert Isfer assume Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME
14/10/19 - Preço spot de energia registrou aumento médio de 1% no país
10/10/19 - Bioeletricidade gera 2,5 vezes mais que carvão mineral, mas acumulado cai em relação a 2018
09/10/19 - Automação no campo eleva produtividade
01/10/19 - Está em andamento Audiência Pública sobre Incentivos Fiscais para Setor Sucroenergético
30/09/19 - Audiência Pública sobre Incentivos Fiscais para Setor Sucroenergético
02/08/19 - Chuva e vento nos canaviais de São Paulo
10/07/19 - Geada afeta canaviais na região de Ribeirão Preto, mas reflexos só devem ser percebidos em dez dias
17/06/19 - Irrigação localizada eleva produtividade média do canavial
15/05/19 - Bioenergia é opção para novo ciclo de desenvolvimento
30/04/19 - Produção local de bioenergia
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
O que é o RenovaBio
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: