UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Diversas Aumentar a letra    Diminuir a letra
Porto de Paranaguá se destaca no prêmio positivo para exportação de soja  

01/08/2019 - O Porto de Paranaguá é referência no pagamento do ?prêmio da soja?, uma remuneração extra para a entrega do grão para exportação. A eficiência do porto e a confiança do mercado na qualidade do produto exportado são essenciais para a formação dos preços e têm impacto direto no lucro dos produtores.

No Brasil, o valor do prêmio pago pelos produtos embarcados no Porto de Paranaguá é um indicador que vale para todas as negociações no país. ?Os prêmios têm reajustes positivos desde janeiro e seguem em alta. Além disso, os valores pagos no prêmio em Paranaguá são maiores que nos demais portos, como Santos e Rio Grande?, explica o diretor-presidente da empresa pública Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Entre os diferenciais do modelo paranaense está a preferência de atracação para navios que já tenham carga pronta para o embarque. Assim, o tempo de espera ou ?lay time?, fica abaixo da média e reduz os custos de estadia do navio.

Além disso, o formato do Corredor de Exportação, com nove terminais interligados e operações simultâneas, acaba com as paradas operacionais para troca de terminal e permite mais margem de negociação dos exportadores.

Segundo Nilson Hanke, assessor técnico da Federação de Agricultura do Paraná, o prêmio positivo é considerado um indicativo de eficiência logística. ?Quando as operações portuárias são rápidas, sem entraves, sem filas, o comprador paga este valor ao vendedor, pois entende que a carga chegará no prazo. Hoje o Porto de Paranaguá é reconhecido internacionalmente por esta qualidade nas operações?, destaca.

CAMPO: Dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento, indicam que das 16 milhões de toneladas de soja produzidos pelo Paraná, 68% já foram comercializadas, sendo 4,4 milhões de toneladas para exportação.

?A previsão é exportar cerca de 8 milhões de toneladas até o final do ano. Por questões de mercado os produtores estão optando por segurar as vendas mas, com a recuperação das cotações nos últimos dias, a tendência é que o volume de negócios aumente?, diz o economista do Deral, Marcelo Garrido.

Para entender como a Portos do Paraná se destaca no mercado internacional é preciso saber como funciona esta vantagem:

O PREÇO: Os prêmios são pagos pelos compradores aos vendedores. O pagamento é negociado entre as tradings e os compradores internacionais. A base de cálculo é uma porcentagem da cotação de Chicago descontando os custos logísticos. Para chegar no valor que será pago, os importadores estimam os chamados preços CIF (Custo, Seguro e Frete) e vão deduzindo preços das diversas etapas do processo de comercialização.

OS CUSTOS: O prêmio leva em conta a origem e o destino do produto exportado, a qualidade, a oportunidade, o frete marítimo, a demanda, o câmbio e a eficiência do porto exportador. O preço do produto vai ser afetado ainda pelos custos com o transporte terrestre do produtor até o porto, o armazenamento, taxas portuárias e tempo de embarque.

INTERNACIONAL: O mercado monitora esses fatores e aplica esse prêmio à cotação da Bolsa de Chicago (CBOT). Se as condições são favoráveis no porto exportador o prêmio recebe ágio. Se forem desfavoráveis o prêmio será negativo, ou seja, com deságio. Com muita oferta de soja recém-colhida, os preços do frete tendem subir com força, enquanto os prêmios de exportação devem sofrer o inverso e ficar mais baixos.

Fonte: Datagro
Texto extraído do portal Universoagro
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
11/09/19 - Dragagem do Porto de Santos vai para a iniciativa privada, diz ministro
09/08/19 - Impulsionados por soja e milho, Portos do Paraná movimentaram 19% mais cargas
08/08/19 - Portos do Paraná movimentaram 5,36 milhões de toneladas em julho, aumento de 19% ante jul/18
  - Soja nos portos tem recuperação de quase R$ 5,00/saca em relação à semana passada com prêmios e
  dólar em alta
23/07/19 - Logística/MS: Paraguai autoriza licitação para ponte entre Carmelo Peralta e Porto Murtinho
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Porto de Paranaguá se destaca no prêmio positivo para exportação de soja
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: