UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Açúcar Aumentar a letra    Diminuir a letra
Índia tenta acelerar exportações de açúcar e ultrapassar Brasil  

10/09/2019 - As usinas começarão a exportar o açúcar estocado no país, atualmente em nível recorde, em vez de esperar a nova safra (Imagem: Paulo Fridman/Bloomberg)
As usinas de açúcar da Índia tentam fechar acordos com clientes da China ao Irã para iniciar as exportações a partir de 1º de outubro, quando novos subsídios do governo entram em vigor.

As usinas começarão a exportar o açúcar estocado no país, atualmente em nível recorde, em vez de esperar a nova safra para aproveitar ao máximo o tempo que resta até abril, quando a oferta do Brasil começa a inundar o mercado, de acordo com uma associação do setor.

Produtores indianos estão conversando com importadores do Oriente Médio, China, África Oriental, Bangladesh, Irã e Sri Lanka, com o objetivo de iniciar os embarques a partir de outubro, quando começa a nova temporada, disse Abinash Verma, diretor-geral da Associação Indiana de Usinas de Açúcar, em entrevista.

As exportações mais altas da Índia podem aumentar a pressão sobre as cotações globais, que estão próximas da mínima em 12 meses, incomodando ainda mais grandes produtores. Austrália, Brasil e Guatemala apresentaram um pedido conjunto para que a OMC crie um painel para questionar os subsídios da Índia. As usinas indianas dizem que o país enfrenta altos estoques devido ao excesso de produção nos últimos anos e aumentar as exportações pode trazer algum alívio.


Subsídios

A Índia aprovou incentivos no valor de 62,68 bilhões de rupias (US$ 875 milhões) no mês passado para subsidiar exportações de até 6 milhões de toneladas de açúcar em 2019-20. O governo reembolsará parte das despesas locais e de frete oceânicas relacionadas ao transporte, melhora e processamento do açúcar.

A medida tem como objetivo reduzir as enormes reservas do adoçante. Os estoques iniciais da Índia no início da temporada 2019-20 devem somar 14,2 milhões de toneladas, antes de aumentar para 16,2 milhões de toneladas no fim do ano, segundo o governo.

A expectativa é que os estoques permaneçam altos, apesar das previsões de que a produção de açúcar possa cair para o menor nível em três anos, para 28,2 milhões de toneladas em 2019-20, de um recorde de 32,95 milhões de toneladas este ano, como impacto da seca que afetou algumas das principais áreas de cultivo, de acordo com a associação.

As exportações de açúcar da Índia podem subir para um volume entre 3,7 milhões e 3,8 milhões de toneladas este ano. As usinas do país querem a ajuda do governo para ajudar a exportar um recorde de 7 milhões de toneladas em 2019-20.

Fonte: Bloomberg
Texto extraído do portal Money Times
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/09/19 - Açúcar: contratos futuros fecham mistos nas bolsas internacionais
  - Com recorde para etanol, Brasil vê exportação de açúcar ao menor nível em 12 anos, diz JOB
18/09/19 - Recuperação dos preços do açúcar deve ocorrer de modo gradual, diz Rabobank
  - Preços do açúcar voltam a recuar nos mercados internacionais
17/09/19 - Petróleo puxa alta de açúcar e milho
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Índia tenta acelerar exportações de açúcar e ultrapassar Brasil
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: