UDOP - União Nacional da Bioenergia
EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Petróleo puxa alta de açúcar e milho  

17/09/2019 - A disparada dos preços do petróleo em razão do ataque terrorista do fim de semana passado na Arábia Saudita, que cortou pela metade a produção do país e deverá prejudicar durante semanas o fornecimento, levou de carona as cotações do açúcar e do milho ontem nas bolsas dos Estados Unidos.

Em Nova York, os contratos do açúcar demerara com vencimento em março, que ocupam a segunda posição de entrega, subiram 32 pontos (2,7%) e fecharam a 12,26 centavos de dólar por libra-peso. Teoricamente, o aumento do petróleo pode valorizar o etanol de cana no Brasil e fazer com que as usinas privilegiem ainda mais o biocombustível em detrimento do açúcar, daí a valorização do adoçante.

Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica), concorda que o etanol poderá mesmo ser valorizado, mas que isso dependerá da política de preços da Petrobras. Se a estatal repassar a alta internacional aos preços domésticos da gasolina, será "uma nova perspectiva para o etanol", disse ele durante evento ontem em São Paulo.

No mesmo evento, Fábio Meneghin, sócio-diretor da Agroconsult, calculou que, por causa da disparada do petróleo, os preços do etanol hidratado poderão subir até R$ 0,10 se a alta internacional da gasolina for repassada pela Petrobras ao mercado doméstico.

Principal fonte para a produção de etanol nos Estados Unidos, o milho também subiu na bolsa de Chicago. Os papéis com vencimento em dezembro encerraram a sessão negociados a US$ 3,74 por bushel (medida equivalente a 25,2 quilos), em alta de 5,25 centavos de dólar, ou 1,42%.

Fonte: Valor Econômico
Texto extraído do clipping do SCA
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
18/10/19 - Mato Grosso do Sul moerá menos cana na entressafra e já acumula 86,6% de etanol produzido
  - Índices da China têm pior dia em um mês após dados fracos de PIB
  - Clima e negociações comerciais atuam e milho sobe em Chicago nesta quinta-feira
  - Milho: Sexta-feira começa com cotações em queda na Bolsa de Chicago
  - Plantio da safra 2019/20 de milho no RS atinge 68% da área
  - Produção de petróleo da Petrobras no Brasil cresce 16,9% no 3º tri
  - Açúcar: alta da exportação indiana derruba preços futuros em NY
  - Petróleo fecha em queda, de olho em sinais da demanda após dados da China
  - Oferta de ações do Banco do Brasil movimenta R$5,8 bi
  - Se acordo para Brexit não sair, Brasil pode perder anualmente mais de US$ 700 milhões em
  exportações, calcula CNI
  - USDA: Vendas semanais de soja dos EUA ficam acima das expectativas do mercado
  - Bovespa opera com pequenas variações
17/10/19 - Petróleo fecha em alta com dólar e Brexit; aumento de estoques contém ganhos
  - Açúcar: preços caem puxados por dados da China e da Índia
  - Milho segue valorizado na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira
  - Milho fecha quarta-feira com perdas em Chicago, pressionadas pelo avanço da colheita
16/10/19 - Com setembro mais seco, usinas aceleram moagem de cana-de-açúcar em MS
15/10/19 - "Tem de acelerar votação de projetos para viabilizar megaleilão", diz nº 2 da Economia
14/10/19 - Preços do petróleo caem com cautela sobre primeira fase de acordo comercial EUA-China
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Petróleo puxa alta de açúcar e milho
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: