UDOP - União Nacional da Bioenergia

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

FALTAM APENAS

DIAS

HORAS

MINUTOS

SEGUNDOS

PARA O EVENTO MAIS INOVADOR DO SETOR

EDITORIAS
Agência UDOP | Açúcar | Biodiesel | Cana-de-Açúcar | Combustíveis Fósseis | Diversas | Economia
Energia | Espaço Datagro | Etanol | Fórum de Articulistas | Opinião | TV UDOP | Últimas Notícias
Economia Aumentar a letra    Diminuir a letra
Soja: Semana começa com safra nova marcando R$ 90 nos portos e bons negócios  

22/10/2019 - Câmbio ainda é o principal combustível para a formação dos preços no mercado interno, além da demanda forte e das preocupações com a safra nova. Estabilidade na Bolsa de Chicago ainda refletindo espera por definições chinesas.

Nesta segunda-feira (21), o mercado da soja teve bons resultados ao longo do dia, mas acabou encerrando em campo negativo. Os contratos para novembro/19 ficaram cotados a US$ 9,33 (-0,75) e o vencimento março/20 fechou em US$ 9,50 (-0,25). Para Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, o mercado segue na defensiva, aguardando que a China tenha uma presença mais efetiva nas compras de produtos agrícolas dos EUA.

Além disso, ele explica que o avanço da colheita nos Estados Unidos é um fator que pressiona os preços. O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou hoje seu novo reporte semanal de acompanhamento de safras, com bom avanço da colheita no país. Ainda assim, tanto na soja, quanto no milho ainda há um expressivo atraso. São 46% da área de soja já colhida, contra 26% da semana anterior e acima da expectativa do mercado de 40%. Em 2018, nessa época, eram 51% da área e a média dos últimos cinco anos, 64%.

Leia: USDA traz colheita da soja evoluindo para 46%, mas ainda com bastante atraso
De acordo com Brandalizze, apesar de mais lenta, o ritmo da colheita americana aparenta normalidade. Porém, chuvas em excesso ou nevascas ainda podem trazer novos cortes para a produção no país.

Enquanto isso, o Brasil continua tendo boas atuações nas comercializações. Até o fim da terceira semana de outubro, foram exportadas 3,1 milhões de toneladas de soja. No acumulado do ano, foram exportadas 67,8 milhões de toneladas da oleaginosa.

A comercialização da safra nova vai avançando conforme a evolução do plantio e o clima se mostrando favorável. No porto de Paranaguá, as negociações ficaram em torno de R$ 90, com o câmbio favorecendo no preço, considerado como atrativo por Brandalizze.

Carla Mendes e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas
Notícias de outros veículos são oferecidas como mera prestação de serviço
e não refletem necessariamente a visão da UDOP.
Enviar por e-mail Imprimir
Clipping de Notícias UDOP
Inscreva-se e receba as novidades do setor.
    
Notícias Relacionadas
19/11/19 - Soja segue em alta na Bolsa de Chicago nesta 3ª, mas sem força e à espera de notícias
  - Milho segue subindo em Chicago nesta terça-feira na esteira da lenta colheita americana
  - USDA informa nova venda de milho de 191 mil t
  - Milho: colheita lenta sustenta leves altas em Chicago nesta terça-feira
  - Dólar opera em alta após recorde de fechamento na véspera e chega a R$ 4,21
  - Safra 2019/20 de soja deverá ter uma área 2,3% maior
  - USDA: Colheita da soja se alinha com índice de 2018; milho ainda traz severo atraso
  - Soja renova mínimas em Chicago e tem menor preço em 7 semanas nesta 2ª feira
  - USDA: Embarques semanais de soja dos EUA superam expectativas do mercado
Para enviar a notícia, basta preencher o formulário abaixo.
Todos os campos são de preenchimento obrigatório!
 
Soja: Semana começa com safra nova marcando R$ 90 nos portos e bons negócios
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Destinatário:
E-mail destinatário:
(separe mais de um e-mail por ,)
Comentário: